BUSCAR
BUSCAR
Esportes
Medalhista de ouro no Surfe, potiguar Ítalo Ferreira vira tema de filme
Documentário 'The curious tales of Italo Ferreira' mostra trajetória do esportista que nasceu em pequeno vilarejo no Rio Grande do Norte
Agência O Globo
28/07/2021 | 20:11

Parte da vida do surfista Italo Ferreira, campeão na Olimpíada de Tóquio , vai virar filme. O documentário “The curious tales of Italo Ferreira”, que deve estrear até o fim de setembro diretamente em plataformas digitais, esmiuça a improvável trajetória do esportista nascido no pequeno vilarejo de Baía Formosa, no Rio Grande do Norte.

“Aqui (em Baía Formosa) a pessoa está meio que predestinada, sabe? Predestinada a trabalhar com peixe, a trabalhar na prefeitura, a trabalhar na usina… Só que o Italo não estava predestinado para isso aí, não…”, conta Marcelo Buchecha, melhor amigo de infância do surfista e narrador do média-metragem (veja o trailer abaixo).

Com imagens da cidade natal do esportista e depoimentos de amigos, parentes e moradores de Baía Formosa, o documentário dirigido por Luiza de Moraes, com produção da O2 Filmes, mostra como Italo se transformou em campeão mundial do surfe. “Ele começou numa tabuazinha”, conta o açougueiro do vilarejo com apenas 8 mil habitantes.

Do isopor ao pódio

Criado numa pousada em que a mãe trabalhava, Italo Ferreira aprendeu a pegar ondas usando a prancha de primos emprestada — quando não conseguia, chegava a improvisar até tampa de isopor do pai, que era pescador, para poder treinar.

A trajetória de Italo rumo à elite do surfe começou aos 12 anos, quando foi descoberto por Luiz “Pinga”, então diretor de marketing de uma das principais marcas de surfe do mundo.

Pinga ficou impressionado com o desempenho do jovem surfista potiguar durante uma competição amadora na praia de Ponta Negra, em Natal, e o convidou para se juntar à equipe que contava com surfistas do calibre do campeão mundial Adriano de Souza.

Dono de um talento natural raro, Italo estreou no circuito mundial em 2015, terminando o campeonato na sétima posição do ranking. A campanha rendeu para o surfista o prêmio de “Novato do Ano”.

Mas foi em 2019 que Italo explodiu para o cenário mundial, mas principalmente nacional — fazendo uma espécie de trajeto reverso. Depois de derrotar a lenda do surfe Kelly Slater na semifinal da WSL (Liga Mundial de Surfe), venceu o mesmo Gabriel Medina em uma decisão emocionante em Pipeline e conquistou seu primeiro e único título mundial, se tornando o terceiro brasileiro a vencer a WSL — Medina ganhou duas vezes e Adriano de Souza uma.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.