BUSCAR
BUSCAR
Violência
Justiça nega pedido de soltura de PM e mais um por estupro coletivo de jovem
Jovem teria sido estuprada por cinco homens durante uma festa em Águas Lindas de Goiás
IG
20/10/2021 | 19:27

Na manhã desta quarta-feira 20, a Justiça negou o pedido de soltura da defesa do policial militar e de outro homem acusados de terem participado do estupro coletivo de uma jovem de 25 anos em Águas Lindas de Goiás, no último dia 9 . Um terceiro suspeito, que também havia sido preso, — mas não chegou a ser indiciado — teve a prisão revogada.

A defesa do subtenente da PM do Distrito Federal Irineu Marques Dias e de Thiago de Castro Muniz disse que recorreu junto ao Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) para conseguir liberdade para os dois.

O terceiro suspeito, Daniel Marques Dias, organizador da festa e irmão do policial militar, não foi indiciado por falta de elementos. De acordo com o portal Metrópoles , em depoimento à polícia no último dia 15, a jovem descartou a participação de Daniel .

A Justiça, então, decidiu revogar a prisão dele e a previsão é que ele deixe o presídio nesta quarta-feira (20).

Durante as investigações, um quarto homem teria sido identificado pela polícia, mas ainda não existem provas contra ele. O quinto, que também teria participado da série de abusos, ainda não foi identificado.

“Eles ainda continuam sendo investigado ao longo do processo. O Ministério Público pode ouvir mais testemunhas e denunciá-los mesmo sem a polícia ter feito o indiciamento”, disse a delegada Tamires Teixeira.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.