BUSCAR
BUSCAR
Primeira vez
HUOL oferece atendimento a pacientes em episódio psicótico
Para garantir atendimento especializado no HUOL, os usuários precisam procurar primeiramente a rede de atenção básica disponível – Unidade Básica de Saúde (UBS), Unidade de Pronto Atendimento (UPA) ou Hospital Pronto-Socorro
Redação
19/05/2021 | 08:20

O Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), vinculado à Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e à rede hospitalar Ebserh, agora conta com um novo serviço: o Núcleo de Atenção ao Primeiro Episódio Psicótico (Napep). O atendimento dispõe de equipe multiprofissional formada por psiquiatras, psicólogos e terapeuta ocupacional, além de residentes e estagiários em Psicologia.

Para garantir atendimento especializado no HUOL, os usuários precisam procurar primeiramente a rede de atenção básica disponível – Unidade Básica de Saúde (UBS), Unidade de Pronto Atendimento (UPA) ou Hospital Pronto-Socorro.

Além disso, os pacientes precisam se encaixar em alguns critérios: estar passando pelo primeiro episódio psicótico, não ter indicação de internação hospitalar no momento do encaminhamento, ter residência em Natal, enviar formulário de solicitação de vaga e documentação (RG, cartão SUS e comprovante de residência) e ter familiar responsável.

Os pacientes em primeiro episódio psicótico costumam apresentar sintomas como delírios e alucinações (vozes ou sons que outros não escutam, ver coisas que outras pessoas não conseguem ver). O isolamento social é outro sintoma que costuma estar associado, geralmente precedendo o primeiro episódio e mantendo-se ao longo do quadro clínico. Os usuários também possuem dificuldade em expressar o desconforto mental pelo qual estão passando, até chegar a um nível mais intenso, eclodindo em delírios e alucinações.

Para o responsável pelo serviço, o psiquiatra e chefe da Unidade de Atenção Psicossocial do HUOL, Walter Barbalho Soares, o primeiro episódio psicótico é um momento crucial no histórico do paciente. “Quanto mais tempo o paciente se mantém psicótico e sem tratamento, pior será o prognóstico dele”, explica o médico.

O Núcleo de Atenção ao Primeiro Episódio Psicótico tem como objetivo oferecer um tratamento precoce e adequado para os pacientes em primeiro episódio psicótico, além de reduzir o tempo de psicose não tratada, o que implica diretamente na melhora do prognóstico em curto, médio e longo prazo para o paciente. O atendimento ambulatorial também visa a psicoeducar as famílias, oferecendo espaço para que entendam o que está acontecendo com o familiar e como podem ajudar em casa.

Para a Unidade de Atenção Psicossocial do HUOL, oferecer assistência especializada em psicose é essencial para minimizar os impactos da doença. “Trabalhar de maneira focada e estruturada melhora a qualidade do serviço prestado”, ressalta Walter Barbalho. Como hospital de ensino, o atendimento também amplia as oportunidades para desenvolvimento de pesquisas clínicas sobre a temática, sendo fundamental para o desenvolvimento acadêmico proposto no HUOL.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.