BUSCAR
BUSCAR
Fatal
Homem que se dizia imune ao veneno de serpentes morre após picada na língua
Conhecido como "homem-cobra", o filipino costumava fazer apresentações públicas com cobras peçonhentas
IG
15/07/2021 | 13:04

Um filipino de 62 anos morreu após ser picado por uma serpente na língua. Ele, que se dizia imune ao veneno da espécie e era conhecido como “Homem-Cobra”, estava tentando beijar a cobra da espécie Naja philippinensis quando foi atacado fatalmente por meio de uma picada na língua. O acidente foi aconteceu em Mangalda, no norte das Filipinas, no último dia 9.

A vítina, Bernardo Alvarez, estava cercado de uma pequena multidão que costumava assistir suas interações com cobra. O filipino pegou o réptil e o aproximou do rosto, fingindo que beijaria a boca dele. Mesmo segurando a serpente, ela conseguiu morder sua língua. O homem gritou de dor e, em seguida, caiu morto no chão.

A naja filipina tem um veneno mortal, uma potente neurotoxina que interrompe a transmissão de sinais nervosos, causando paralisia e fazendo a vítima morrer de asfixia — uma vez que os pulmões ficam estáticos, impedindo a respiração.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.