BUSCAR
BUSCAR
Crime
Homem mata cachorro a facadas em Natal e pode ser 1° a responder por nova lei de maus-tratos
Nas imagens é possível ver o homem se aproximando do animal e arremessando uma pedra em sua direção, após o animal correr o homem o persegue e começa a desferir golpes de faca no cão
Redação
08/11/2020 | 14:02

Na manhã deste domingo, 8, um homem atacou um cachorro que estava na rua a facadas e pedradas no bairro Planalto, na zona oeste de Natal, o animal morreu no local. O cão morava na rua, não tinha tutor e era alimentado por moradores. A polícia segue a procura do suspeito.

O crime foi registrado por uma câmera de segurança de um dos imóveis da rua, os moradores compartilharam as imagens na tentativa de localizar o suspeito. Nas imagens é possível ver o homem se aproximando do animal e arremessando uma pedra em sua direção, após o animal correr o homem o persegue e começa a desferir golpes de faca no cão.

Depois do crime o homem sai caminhando quando um morador sai de uma das casas e o persegue. É possível observar no vídeo o cachorro se arrastando pela rua, visivelmente ferido e debilitado, ele não resistiu aos golpes. O morador que correu atrás do suspeito chegou imobilizá-lo, mas acabou o liberando quando amigos do homem, que estavam em uma conveniência, se aproximaram exigindo que o suspeito fosse solto.

Segundo a Delegacia Especializada em Proteção ao Meio Ambiente (DEPREMA), os moradores da rua informaram que o suspeito não é conhecido no local, especula-se que ele estava em participando de um evento na rua. A Polícia Militar e a Guarda Municipal estiveram no local para tentar realizar a prisão em flagrante ainda neste domingo.

Homem mata cachorro a facadas em natal e pode ser 1° preso com nova lei de maus-tratos
Quem tiver informações do suspeito pode ligar para o 190 ou para a DEPREMA: 3232-7402. Foto: Reprodução

Se detido, o suspeito será a primeira pessoa presa em Natal que terá inquérito policial instaurado pela DEPREMA depois da mudança da lei de maus-tratos a cães e gatos, que aumentou a pena para até 5 anos de reclusão. A Lei Sansão foi sancionada no dia 29 de setembro pelo presidente Jair Bolsonaro, o texto alterou a lei de crimes ambientais, que prevê pena de três meses a um ano de detenção e multa para crimes contra todos os animais. O novo dispositivo prevê prisão de dois a cinco anos de detenção, multa e proibição de guarda para quem maltratar, ferir, abusar ou mutilar cães e gatos, especificamente. A legislação foi apelidada de lei Sansão, em homenagem ao cão pitbull que teve as patas traseiras decepadas.

Quem tiver informações sobre o suspeito pode ligar para o 190 ou 181, para a DEPREMA pelo número 3232-7402 ou entrar em contato com a Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social do RN (Sesed) através do número de Whatsapp 84 98132-6057.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.