BUSCAR
BUSCAR
Arte
Exposição “O Serão Virou Mar”, na Pinacoteca do RN, encanta público e segue aberta em junho
Diversas linguagens foram utilizadas pelo artista potiguar Azol para compor a exposição

27/05/2022 | 21:03

A exposição multimídia “O Sertão Virou Mar”, do artista potiguar Azol, segue em exposição na Pinacoteca do Estado. Aberta ao público até 24 de julho, ela encanta pela delicadeza dos detalhes ao retratar o sertão, a caatinga e a vida simples do homem do campo. Aos sábados e domingos, o horário é das 10h às 16h e de terça a sexta das 8h às 17h. A visitação é aberta ao público, com entrada gratuita.

Inspirada no sertão nordestino, a exposição retrata a vida cotidiana dessa região de forma lúdica, porém com uma mistura de linguagens e diferentes estéticas. O Castelo de Seu Zé dos Montes, localizado no município de Sítio Novo, está presente em diversas obras de arte. Um burrinho solitário, os vaqueiros cavalgando pela mata e o menino caído ao chão são algumas das peças feitas pelo artista, que demonstram a beleza do sertão e não apenas a aridez da terra seca.

Sobre suas obras de arte e a experiência dos visitantes, o artista Azol declara: “não é apenas a representação pictórica de um espaço físico, mas a criação de uma experiência que coloca o observador dentro da imagem e o convoca a embarcar numa jornada poética”, conta.

Apesar da riqueza de detalhes, cores, filtros e linguagens utilizadas pelo artista, as obras de arte que compõem a exposição foram produzidas em um período de, aproximadamente, um ano. No entanto, o trabalho de pesquisa feito por Azol sobre o sertão nordestino já dura 10 anos. Então, baseado nesse estudo, nas viagens ao Nordeste e conversas com o curador Marcus Lontra, o artista montou a exposição com 43 fotomontagens digitais, 10 pinturas, além de três trabalhos de videoarte, uma instalação e um vídeo com depoimentos do artista e do curador.

Na opinião do promotor Manoel Onofre Neto, “a exposição traz um sertão absolutamente poético e de muita sensibilidade, de um percurso que Azol imaginou e partilha conosco. É de uma grandeza sem precedente e, sobretudo, de uma profusão artística”, diz.

Azol, artista potiguar residente de São Paulo há quase 30 anos, com formação em Cinema e Artes Gráficas, se utiliza da fotografia, pintura, escultura, vídeo, colagem e de outras linguagens para desenvolver sua arte, que possui uma característica única. Além do Brasil, suas peças também já passaram por países como França e Estados Unidos.

A exposição “O Sertão Virou Mar” ficará na Pinacoteca do Estado até o dia 24 de julho. Excelente oportunidade de passeio artístico para crianças, adolescentes e adultos.

 

 

Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.