BUSCAR
BUSCAR
Crise
Exportações potiguares caem 19,6% em 2020, aponta Fiern
Vendas para mercado exterior registraram US$ 115 milhões em receitas para o Rio Grande do Norte; melões, sal, combustíveis lideram exportações
Redação
19/06/2020 | 04:50

As exportações potiguares caíram 19,6% de janeiro a maio deste ano em relação ao mesmo período do ano passado, segundo levantamentodo Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (Fiern). Ao longo do período, o Estado somou US$ 115 milhões em exportações.

O responsável técnico do Centro Internacional de Negócios da FIERN, Luiz Henrique Guedes explica que os produtos com maior valor exportados até maio são melões, sal, combustíveis, melancias e tecidos de algodão. Segundo ele, as exportações desconsideram US$ 47.3 milhões em itens extraordinários ocorridos em 2019. Caso esse valor fosse somado, a redução das exportações subiria para 39,4%.

Ele acrescenta ainda que as exportações de maio foram bastante reduzidas. “Desconsiderando os itens Extraordinários a queda foi de 59,8%, passando para 89,6% considerando o total da pauta em relação a maio de 2019. Em relação a abril a redução foi de 27,4%”, afirma.

Em 2020, o Rio Grande do Norte exportou 54 mil toneladas de melão. O valor resultante do negócio foi de US$ 30,2 milhões. O produto liderou a pauta de exportação nos cinco meses do ano. No entanto, ao se comparar com o mesmo período de 2019, houve uma redução de 39,1%.

Um dos produtos que registram alta ao se comparar com 2019 foi o sal. Em 2020, o estado exportou 1 milhão de toneladas, o dobro que no ano passado. O resultado financeiro deste ano foi de US$ 21 milhões.

Na balança comercial as importações cresceram 5,1% e a corrente de comércio caíram 28,2% em relação a 2019, considerando os números totais, incluídos os extraordinários.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.