BUSCAR
BUSCAR
Sigilo
Empresário participa de sessão secreta e promete revelar corrupção no Consórcio
Empresário pediu para falar em sessão secreta com deputados e prometeu voltar com documentos que provam corrupção no Consórcio Nordeste
Alessandra Bernardo
11/11/2021 | 08:04

“As informações trazidas são de muita gravidade. Será marcada uma audiência com o procurador geral da República, Augusto Aras, onde o senhor Paulo de Tarso se comprometeu a dar novas informações sigilosas”, afirmou o presidente da CPI da Covid da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Kelps Lima (Solidariedade), sobre o depoimento do proprietário da BioGeoEnergy, empresa que fabricaria os respiradores que foram adquiridos pelo Consórcio Nordeste por R$ 48 milhões, nesta quarta-feira (10). A sessão ocorreu de forma secreta a pedido do depoente, que teria entregue parte do esquema organizado aos integrantes da CPI.

“Paulo de Tarso é o proprietário da empresa que fabricaria os respiradores por R$ 24 milhões. Esse era o custo final do contrato, mas cobraram dos estados o valor de R$ 48,7 milhões, sendo que o custo real era R$ 24 milhões. Por isso que eu digo que mais da metade desse dinheiro era para propina. Quando caiu o dinheiro na conta da empresa, Paulo de Tarso sacou tudo e não entregou respirador nenhum. Ele deu informações sigilosas para colaborar com a CPI, trouxe elementos importantes que envolvem agentes públicos de fora do Rio Grande do Norte e vamos tentar validar com outras documentações que já temos”, explicou Kelps.

A empresa de Paulo de Tarso, a BioGeoEnergy, é investigada por relação com a Hempcare e possível acordo para fabricação de respiradores de baixo custo. Os equipamentos nem chegaram a ser fabricados e entregues ao Consórcio Nordeste, assim como os respiradores que deveriam vir da China, através da Hempcare, mas que também nunca chegaram. Ao todo, R$ 48,7 milhões dos estados do Nordeste foram recebidos e não devolvidos.

O deputado afirmou que a comissão possui um arsenal de documentos que permitirá indicar as pessoas a serem processadas e terem bens bloqueados para devolver o dinheiro. E destacou que o procurador geral do Estado (PGE), Luiz Antônio Marinho da Silva, será ouvido nesta quinta-feira (11), quando também prestarão depoimentos o gerente de Finanças do Consórcio Nordeste, Jesiel Soares da Silva e o diretor médico da Secretaria de Estado da Saúde, Rafael Góis Campos, que falará sobre a ampliação de leitos UTI na rede hospitalar do RN.

Sobre o prefeito de Araraquara (SP), Edinho do PT, que receberia uma doação de respiradores no valor de R$ 4,2 milhões da HempCare, Kelps explicou que este conseguiu Habeas Corpus na Justiça para não comparecer à CPI. Diante disso, colocou em votação vários requerimentos, aprovados pelos deputados Gustavo Carvalho (PSDB), George Soares (PL), Getúlio Rêgo (DEM) e pela relatora suplente Isolda Dantas (PT), em substituição ao relator Francisco do PT na sessão, para encaminhar perguntas para que Edinho responda.

“Não é possível que ele não diga quem prometeu esses respiradores a ele, o dinheiro dos que seriam doados à Araraquara é dinheiro roubado do Rio Grande do Norte. Queremos saber quem foi. A dona da empresa disse que foi Carlos Gabbas, secretário executivo do Consórcio Nordeste. Quem ele está protegendo? Isso interessa a toda a população do RN”, questionou o parlamentar.

Kelps falou também sobre a informação repassada pelo governo do Estado, da liminar que confirmava que o RN receberia os quase R$ 5 milhões dos respiradores de volta. “Eu queria muito que isso fosse verdade, mas é mentira. O governo sentiu que a população está indignada e se quisesse que o Estado recebesse esse dinheiro de volta, teria pedido o bloqueio de bens de Carlos Gabbas e de Rui Costa (governador da Bahia) e de outras figuras que estão na investigação sigilosa que a governadora não pediu. O Rio Grande do Norte já está numa ação que o bloqueio não cobre o dinheiro e sabe que essa empresa não tem nenhum bem. Só para criar um factóide”, afirmou.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.