BUSCAR
BUSCAR
Situação crítica
Dezenas de corpos de possíveis vítimas da covid aparecem em rio considerado sagrado na Índia
Pelo menos 40 cadáveres foram avistados ao longo do rio Ganges nos estados de Bihar e Uttar Pradesh, no norte do país
R7
10/05/2021 | 19:15

Dezenas de cadáveres que seriam de vítimas da covid-19 apareceram às margens do rio Ganges, no norte da Índia — informaram as autoridades nesta segunda-feira (10).

A pandemia se espalhou rapidamente pelo vasto interior rural da Índia, sobrecarregando as infraestruturas sanitárias locais, assim como crematórios e cemitérios.

Ashok Kumar, um funcionário local, observou que cerca de 40 corpos foram encontrados no distrito de Buxar, perto da fronteira entre os estados de Bihar e Uttar Pradesh, dois dos mais pobres da Índia.

“Ordenou-se aos funcionários responsáveis que se desfizessem de todos os corpos, sejam eles enterrados, ou incinerados”, disse Kumar à AFP.

Algumas informações da imprensa local apontam para mais de 100 corpos.

Informes que citam outros funcionários mencionam que alguns estavam inchados e parcialmente queimados, o que significa que podem ter estado no rio por vários dias.

Situação dramática

Moradores da região disseram à AFP acreditar que os cadáveres tenham sido jogados no rio, porque os crematórios estão lotados, ou porque seus parentes não puderam pagar a madeira necessária para as piras funerárias.

“Para nós, isso é realmente chocante”, disse o morador Kameshwar Pandey, à AFP.

De acordo com estatísticas oficiais, cerca de 4.000 pessoas morrem todos os dias na Índia por causa do coronavírus. O número total de mortos seria de quase 250.000.

Com base nas evidências constatadas em crematórios, muitos especialistas acreditam, porém, que o verdadeiro número diário possa ser várias vezes maior.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.