BUSCAR
BUSCAR
2022
Desfile de escola de samba sobre Paulo Gustavo terá carro alegórico para familiares e ala com 100 amigos
Com ajuda de Marcelo Adnet, presidente da escola conseguiu bênção da família do ator para oficializar o enredo
O Globo
30/07/2021 | 15:31

O presidente da escola de samba São Clemente, Renato Gomes, quase não dormiu na noite desta quinta-feira, após a divulgação da sinopse oficial do carnaval da agremiação, que vai homenagear Paulo Gustavo na avenida em 2022. Entre as várias ligações que recebeu, uma foi de seu médico.

— Eu estou muito emocionado. Como tive problema de coração no ano passado, meu médico pediu que eu me acalmasse — conta o dirigente, adiantando que haverá um carro alegórico só para a família de Paulo Gustavo e uma ala formada por cem amigos do ator.

Batizado de “Minha vida é uma peça”, o enredo está dividido em cinco partes: “O céu de PG”, “Hermínia Amaral”, “Flecha do cupido”, “Bondedazamigas” e “D de Diva Déa, Dulce, diversidade”. A mãe de Paulo Gustavo, Déa Lúcia, foi uma das milhares de pessoas que compartilharam a sinopse na noite desta quinta-feira. Antes da divulgação oficial, ela e Juliana Amaral, irmã do ator — que morreu no início de maio em decorrência da Covid-19 — foram consultadas pela direção da São Clemente, que aguardava um “ok” da família para sacramentar a homenagem.

O ator Paulo Gustavo em 2008, quando estourou com o espetáculo
O ator Paulo Gustavo em 2008, quando estourou com o espetáculo “Minha mãe é uma peça” nos palcos Foto: Gustavo Stephan / Agência O Globo
O ator caracterizado de Dona Hermínia, personagem inspirada em sua mãe, Déa Lúcia Foto: Victor Pollak / Divulgação
O ator caracterizado de Dona Hermínia, personagem inspirada em sua mãe, Déa Lúcia Foto: Victor Pollak / Divulgação
Paulo Gustavo e a mãe, Déa Lúcia, inspiração para sua personagem que abriu as portas para o sucesso Foto: Fabio Bartelt / Divulgação
Paulo Gustavo e a mãe, Déa Lúcia, inspiração para sua personagem que abriu as portas para o sucesso Foto: Fabio Bartelt / Divulgação
Paulo Gustavo e o elenco do rpograma
Paulo Gustavo e o elenco do rpograma “Vai que cola”, durante gravação em 2013 Foto: Alexandro Auler / Agência O Globo
O ator desfilou caracterizado de Dona Hermínia no carnaval do Rio de 2013, pela São Clemente Foto: Alexandre Cassiano / Agência O Globo
O ator desfilou caracterizado de Dona Hermínia no carnaval do Rio de 2013, pela São Clemente Foto: Alexandre Cassiano / Agência O Globo
Papel na TV: Paulo Gustavo, em 2007, na última temporada do “Sítio do Picapau Amarelo”. Ator interpretou o delegado Lupicínio, que vivia
atrás de um lobisomem, sem saber que ele próprio
era o monstro Foto: Reprodução
Papel na TV: Paulo Gustavo, em 2007, na última temporada do “Sítio do Picapau Amarelo”. Ator interpretou o delegado Lupicínio, que vivia atrás de um lobisomem, sem saber que ele próprio era o monstro Foto: Reprodução
Fábio Porchat e Paulo: colegas de turma na tradicional Casa das Artes de Laranjeiras (CAL) Foto: Reprodução
Fábio Porchat e Paulo: colegas de turma na tradicional Casa das Artes de Laranjeiras (CAL) Foto: Reprodução
o ator com o marido, Thales Bretas, em 2015 Foto: Reprodução
o ator com o marido, Thales Bretas, em 2015 Foto: Reprodução
Paulo Gustavo e a irmã, Juliana Foto: Reprodução
Paulo Gustavo e a irmã, Juliana Foto: Reprodução
Paulo Gustavo e a irmã, Juliana Foto: Reprodução
Paulo Gustavo e a irmã, Juliana Foto: Reprodução
Paulo, a “mãedrasta”, Penha,
o pai, Júlio, e a irmã, Juliana,
em 2018 Foto: Reprodução
Paulo, a “mãedrasta”, Penha, o pai, Júlio, e a irmã, Juliana, em 2018 Foto: Reprodução
Paulo no colo do pai, em 1979 Foto: Arquivo Pessoal
Paulo no colo do pai, em 1979 Foto: Arquivo Pessoal
O humorista Paulo Gustavo Foto: Fabio Bartelt / Divulgação
O humorista Paulo Gustavo Foto: Fabio Bartelt / Divulgação
Paulo Gustavo e Mônica Martelli no filme
Paulo Gustavo e Mônica Martelli no filme “Minha Vida em Marte”, de 2018 Foto: Ique Esteves / Divulgação
O ator e o elenco de
O ator e o elenco de “A vila”, em que interpreta um ex-palhaço sempre em busca de emprego Foto: Juliana Coutinho / Divulgação
Cena de
Cena de “Minha mãe é uma peça 2”: Dona Hermínia (Paulo Gustavo) e as irmãs Iesa (Alexandra Richter) e Lúcia Helena (Patricya Travassos) Foto: Divulgação
Paulo Gustavo com o marido, Thales Bretas, e os filhos do casal, Gael e Romeu. Foto: Reprodução
Paulo Gustavo com o marido, Thales Bretas, e os filhos do casal, Gael e Romeu. Foto: Reprodução

— O Paulo Gustavo é, naturalmente, um enredo público. Mas preferimos entrar em contato com a família pra entender se eles estariam de acordo. Foi o Marcelo Adnet que fez essa ponte pra gente, me passando o telefone da irmã do Paulo. Liguei para ela, sabendo que é uma questão delicada, e ela foi supergentils. Disse que ia ver com a mãe, com o marido do Paulo e com os melhores amigos, como Tatá Werneck, Preta Gil e Fabiana Karla. Fizeram uma videochamada entre eles pra conversar sobre isso. Todos gostaram da ideia. A irmã dele, inclusive, estará do nosso lado o tempo todo nos ajudando com a construção desse carnaval. Nós precisávamos dessa bênção da mãe dele, então estamos muito felizes — conta Renatinho.

Marcelo Serrado, Milton Cunha e Paulo Gustavo após desfile da São Clemente em 2013. Foto: Márcio Alves / Agência O Globo
Marcelo Serrado, Milton Cunha e Paulo Gustavo após desfile da São Clemente em 2013. Foto: Márcio Alves / Agência O Globo

Em 2013, Paulo Gustavo desfilou pela São Clemente fantasiado de Dona Hermínia, personagem que se tornou fenômeno no teatro e no cinema. O enredo era “Horário nobre” e versava sobre as novelas brasileiras. A sinopse de 2022, que celebra o ator e humorista, foi escrita por Milton Cunha e é assinada “pelo povo brasileiro fã de Paulo Gustavo e a Família Clementiana”. O material já está na mesa dos compositores da agremiação, que vão apresentar os sambas que disputarão a eliminatória. Mas o presidente adianta alguns detalhes do que está sendo pensado para avenida:

— Queremos botar 100 amigos dele para desfilar na avenida e um carro alegórico com 40 integrantes só para a familia. Meu telefone não para, já tem muita gente ligando querendo participar, pessoal de fã-clube, gente de fora do país. Mas temos que ter organizar, pois são 3.200 componentes para 1 hora e 20 minutos de desfile — detalha Renatinho, sem esconder a empolgação com homenagem:

— O mais importante é o sentimento da escola. Não é um enredo qualquer, o Paulo Gustavo era gigante. Levou alegria para tantos lares, era um cara muito especial. Fizemos o “Menor abandonado” em 1987 (como ficou conhecido o samba-enredo “Capitães de asfalto”), “E o samba sambou”, em 1990, e outro grande desfile em 2015, com a Rosa Magalhães. Mas esse, com o Paulo Gustavo, tem tudo para ser o maior carnaval. Vamos fazer o possível para isso, uma linda homenagem acima de tudo — completa.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.