BUSCAR
BUSCAR
Música
Conheça o rock revolucionário da Dasta & The Smokin’ Snakes
A banda Dasta & The Smokin’ Snakes é uma das poucas representantes do rockabilly na cena local. Dasta Gomes, vocalista e compositor, conta como foi tocar nos EUA e fala sobre a paixão pela música
Nathallya Macedo
02/09/2020 | 05:07

Quando era criança, o pequeno Dasta Gomes estava passeando com o pai pelo comércio de Natal e pediu um brinquedo de presente. O pai, no entanto, acabou comprando uma coletânea de discos de vinil de Elvis Presley. “Lembro que fiquei super frustrado, mas quando chegamos em casa e ouvimos as canções, eu pensei: ‘esses discos são meus agora’. Foi o começo do meu interesse pela música”, contou ao Agora RN.

Dasta nasceu em Campina Grande, na Paraíba, e mora na capital potiguar desde os 3 anos. Ele é funcionário público e estudante de jornalismo, mas encontra no rock uma maneira de passar uma mensagem inovadora. Ele, que já participou de bandas como a Rebelviz e a The Bop Hounds, criou em 2016 a Dasta & The Smokin’ Snakes, formada com a participação de Renata Soares (rabecão), Felipe Viana (bateria), Ramis Al Bud (guitarra e composição) e Bruno Oliveira (guitarra).

Aliás, foi com a The Bop Hounds que o artista viajou para apresentações nos Estados Unidos. “Tocamos em um festival de Las Vegas e chamamos a atenção dos produtores de lá. Um deles nos convidou para fazer parte da Wild Records. Depois, com a nova banda, consegui lançar o primeiro álbum do grupo pelo selo norte-americano”, relembrou.

Com 14 faixas, o disco Get Wild or Get Gone – lançado em outubro do ano passado – é autoral e foi composto por Dasta em inglês. “As letras que canto aparentemente são sobre relacionamentos. Se você prestar atenção, vai perceber que na verdade são reflexões subjetivas acerca dos movimentos políticos da nossa realidade”.

A produção também é marcada pelo rockabilly, gênero que surgiu na década de 1950 a partir de uma mistura entre rhythm and blues, rock and roll e country music (antigamente, conhecida como hillbilly). “É um estilo vintage, mas não falamos apenas sobre diversão e cultura estadunidense. Trazemos uma representação nordestina”, afirmou. Em agosto, uma coletânea com 30 bandas do mundo todo estreou nas plataformas digitais com a participação do grupo de Dasta. “O tema do trabalho é a luta contra o fascismo em nossa sociedade”.

Planos

Para divulgar o álbum Get Wild or Get Gone, a banda tinha uma turnê pela Europa marcada para acontecer ainda em 2020 – que foi adiada para o ano que vem por causa da pandemia da Covid-19. O objetivo do cantor e compositor é propiciar a valorização do rockabilly na cidade. “Gostaria de ver novos artistas produzindo músicas inéditas para projetos interessantes. O rock é revolucionário e necessário nesse contexto atual”.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.