BUSCAR
BUSCAR
Economia
Com eleição nos EUA e 2ª onda de covid, mercados internacionais têm dia de queda
Propagação da covid-19, principalmente na Europa e nos EUA, desencorajou investidores da região asiática a comprar ações nesta semana. Outro fator que vem comprometendo o apetite por risco é a eleição presidencial americana
Estadão
30/10/2020 | 07:46

As Bolsas da Ásia fecharam em baixa generalizada nesta sexta-feira, 30, numa semana marcada por temores com o avanço da covid-19 pelo mundo e por ansiedade antes da eleição presidencial nos Estados Unidos.

A propagação da covid-19, principalmente na Europa e nos EUA, desencorajou investidores da região asiática a comprar ações nesta semana. Outro fator que vem comprometendo o apetite por risco é a eleição presidencial americana, que está marcada para terça-feira, 3.

Ações de fornecedores de componentes da Apple foram destaque negativo na Ásia, com quedas de cerca de 2% a 3% nas Bolsas japonesa, sul-coreana e de Hong Kong. O último balanço trimestral da Apple, divulgado no fim da tarde de quinta-feira, 29, não agradou e o papel do fabricante do iPhone sofreu um tombo de 4,2% nos negócios do after hours em Nova York.

Bolsas da Ásia

O índice acionário japonês Nikkei caiu 1,52% em Tóquio, a 22.977,13 pontos, enquanto o Hang Seng recuou 1,95% em Hong Kong, a 24.107,42 pontos, o sul-coreano Kospi sofreu queda de 2,56% em Seul, a 2.267,15 pontos, e o Taiex apresentou baixa de 0,92% em Taiwan, a 12.546,34 pontos.

Na China continental, os mercados também ficaram no vermelho, interrompendo uma sequência de três pregões de ganhos. O Xangai Composto caiu 1,47% – registrando sua maior perda diária em mais de um mês – a 3.224,53 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 2,29%, a 2.198,07 pontos. Na quinta, líderes chineses aprovaram um novo plano econômico para o período de 2021 a 2025, após concluírem reunião de quatro dias.

Na Oceania, a Bolsa australiana seguiu o mau humor da Ásia, e o S&P/ASX 200 caiu 0,55% em Sydney, a 5.927,60 pontos.

Bolsas da Europa

As Bolsas europeias abriram o pregão desta sexta-feira em baixa, mantendo a tendência negativa da semana, à medida que a segunda onda de covid-19 leva países da região a retomar medidas de confinamento e em clima de ansiedade antes da eleição presidencial dos EUA, marcada para terça-feira, 3. Às 5h10, no horário de Brasília, a Bolsa de Londres caía 0,65%, a de Frankfurt recuava 0,87% e a de Paris se desvalorizava 0,74%. Já as de Milão e Madri tinham perdas de 0,90% e 0,54%, respectivamente. Exceção, a de Lisboa subia 0,32%

Petróleo

Os contratos futuros do petróleo operam em baixa na madrugada desta sexta-feira, ampliando robustas perdas acumuladas nas duas sessões anteriores, à medida que a propagação da covid-19 nos EUA e na Europa compromete a perspectiva de recuperação da demanda pela commodity. Nos últimos dias, o petróleo também tem sido pressionado pela retomada da produção na Líbia. Às 4h41 (de Brasília), o barril do petróleo WTI para dezembro caía 0,86% na Nymex, a US$ 35,86, enquanto o do Brent para janeiro recuava 0,97% na ICE, a US$ 37,89.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.