BUSCAR
BUSCAR
TV
Carla Vilhena deixa a CNN Brasil, nega ida para a RedeTV! e despreza emissora: “Nem agora, nem nunca”
Pedido de demissão aconteceu nesta segunda-feira 14 após reunião
Redação | Com informações do RD1
14/03/2022 | 20:06

Antes mesmo de completar dois anos na CNN Brasil, Carla Vilhena deixou a emissora. A apresentadora anunciou a sua decisão na empresa nesta segunda-feira 14, após uma reunião com a direção. A notícia foi dada pelo colunista Flávio Ricco e confirmado oficialmente pela própria jornalista. As informações são do site RD1.

O colunista, inclusive, disse que a âncora vem sendo cotada para um trabalho na RedeTV!. Nem emissora nem a jornalista confirmaram. O motivo para a saída da jornalista é de não teria um acordo entre as partes para a continuidade da profissional na empresa. A CNN ainda não se posicionou oficialmente.

No seu Twitter, Vilhena confirmou a sua saída do canal de notícias e ressaltou: “Não estou indo pra Rede TV. Nem agora, nem nunca”.

Leia também: Criticado por papel de pedófilo, Fábio Porchat se defende: “Tudo mentirinha”

Carla Vilhena foi contratada pela CNN Brasil em outubro de 2020. A jornalista fez muito tem no currículo 24 anos na Globo, onde fez parte de telejornais renomados como o Jornal Nacional, Fantástico, Jornal Hoje, Bom Dia Brasil e Jornal da Globo. Ela pediu demissão da emissora carioca em janeiro de 2018 para se dedicar à carreira na internet e a projetos de media-training, com foco no mercado de trabalho feminino. Dois anos depois acertou com a CNN.

A sua última aparição do Visão CNN, que conduzia desde a estreia, ocorreu no último dia 8 de março. Desde lá, o formato vem sendo conduzido por Roberta Russo.

Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.