BUSCAR
BUSCAR
Posicionamento
Após ex-BBB e ex-Fazenda subirem Morro do Careca, IDEMA se manifesta e fala em multa
O órgão ambiental ressaltou, por meio de nota, que a subida "é terminantemente proibida e quem descumpre essa medida, pode sofrer sanções pela prática do ato"
Redação
09/08/2021 | 17:24

A equipe de Fiscalização do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema) informou que tem recebido denúncias de turistas subindo ao Morro do Careca, um dos principais cartões-postais do Rio Grande do Norte. O posicionamento foi dado, nesta quarta-feira 9 após o ex-BBB Guilherme Napolitano e o ex-Fazenda Cartolouco acessarem o famoso Morro do Careca.

O órgão ambiental ressaltou, por meio de nota, que a subida “é terminantemente proibida e quem descumpre essa medida, pode sofrer sanções pela prática do ato”.

“O Morro do Careca é uma importante área de preservação que abriga diversas espécies da fauna, flora da Mata Atlântica. Ao subir o Morro, são provocados diversos impactos ambientais como erosão e perda de sedimentos, rebaixamento da topografia, danos à paisagem e perda de vegetação lateral”, completou o texto.

Desde 1997, existe uma determinação legal proibindo a subida ao Morro do Careca. “E mesmo sabendo da sinalização, da placa proibitiva e do cercamento, algumas pessoas insistem em desrespeitar. Não subir no Morro é preservar a Natureza e cuidar de um patrimônio que é de todos”, disse o diretor-geral do Idema, Leon Aguiar.

Para a assessora jurídica do Idema, Janaína Carvalho, a existência de uma determinação judicial deveria suprir a observância de toda a população e dos visitantes para não acessar a área do morro.

“O Idema promove ações de orientação, educação ambiental, coloca placas de sinalização e o cercamento. Além disso, a Polícia Militar, por meio da Companhia Independente de Proteção Ambiental (Cipam) fiscaliza periodicamente a área, e mesmo assim, ainda vemos muito desrespeito. A proibição dessa subida é essencial para a continuidade desse patrimônio natural, tão importante para nossa cidade, do ponto de vista de beleza cênica, e para a fauna e flora que dependem da sua existência”, disse.

A assessora ressaltou, ainda, que sobre as penalidades, é importante as pessoas terem a consciência de que é proibido subirem ao Morro do Careca e quem desobedecer, está sujeito à multa e prisão. O responsável pode ser autuado, com multa de R$ 500 reais, e em descumprimento, poderá também ser inserido na Dívida Ativa do Estado.

Ao longo dos anos, o Idema, através da Subcoordenadoria de Planejamento e Educação Ambiental (SPEA), realiza campanhas educativas de sensibilização à população local e turistas no tocante à preservação do Morro.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.