BUSCAR
BUSCAR
Golpe
Advogado de Juliana Paes explica golpe milionário que Murilo Rosa e Luís Fabiano também caíram: “Lesou muita gente”
Defesa da atriz, Murilo Rosa e Luís Fabiano falou que crime de estelionato foi comprovado e MP denunciou acusados
NaTelinha
20/08/2021 | 19:43

O advogado Hugo Leonardo, que representa Juliana Paes, Murilo Rosa e o jogador de futebol Luís Fabiano, falou em uma entrevista ao site NaTelinha sobre o golpe que seus clientes sofreram após investirem mais de R$ 1 milhão com falsos investidores, que ofereciam propostas de retornos financeiros com revendas de carros seminovos. A Polícia Civil informou que o inquérito que investigou o caso foi relatado em janeiro de 2021, e a denúncia ocorreu em maio.

“Requeremos a instauração da investigação, levamos elementos à polícia e pedimos as quebras dos sigilos dos investigados. Restaram absolutamente comprovadas as práticas delitivas contra os meus clientes e um sem número de outras vítimas”, explicou.

Os acusados de aplicarem o golpe nos famosos ofereciam a proposta de investimento financeiro, no qual uma empresa comprava veículos seminovos e revendia para lojistas, com a promessa de uma rentabilidade entre 4% e 8% do valor investido. Para passar veracidade, eles chegaram a ter um retorno inicial. Juliana Paes e Murilo Rosa investiram R$ 500 mil cada e receberam R$ 40 mil de volta cada um deles. Luís Fabiano aplicou R$ 400 mil e teve um retorno de R$ 120 mil.

“Nesse tipo de golpe, o agente oferece o investimento, remunera dois meses e depois desaparece. Foi isso que aconteceu. O valor perdido é quase que o valor total investido”, explicou Hugo.

O Ministério Público denunciou os acusados e os advogados das vítimas fizeram requerimento para habilitação como assistentes do MP. “Atuaremos na ação penal visando não apenas a comprovação da acusação, como também a reparação dos danos causados aos meus clientes”, completou o advogado.

Hugo Leonardo contou que seus clientes famosos não foram os únicos lesados por esse falso agente. “Essa pessoa lesou muita gente, não foram só os três. Foi um golpe massivamente contra diversas pessoas. Nós esperamos agora que essa ação penal tramite e que eles sejam condenados e responsabilizados criminalmente”, concluiu.

Na ação penal formalizada pelo Ministério Público há um pedido de reparação de danos. Os acusados até o momento respondem ao processo em liberdade.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.