BUSCAR
BUSCAR
'Vaza Jato'
Conversas de Moro não tinham ilegalidades, diz líder do MBL no RN
Neiva destacou ainda que, para o MBL nacional, o presidente Bolsonaro não era o melhor candidato nas eleições presidenciais de 2018
Redação
01/07/2019 | 08:06

O coordenador do Movimento Brasil Livre (MBL) no Rio Grande do Norte, Henrique Neiva, manifestou apoio ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, e ao procurador Deltan Dallagnol, este responsável por coordenar a força-tarefa da Operação Lava Jato.

O representante do MBL defendeu que a divulgação, pelo site The Intercept Brasil, de supostas conversas entre o ministro (que é ex-juiz da Lava Jato na primeira instância) e o procurador teve o intuito de prejudicar a Operação Lava Jato.

“As conversas não continham nenhum tipo de ilegalidade. O que havia ali eram mensagens comuns, trocadas entre um juiz e um procurador, tanto que a Corregedoria dos Procuradores do Ministério Público arquivou o processo contra Dallagnol e outros procuradores da operação Lava Jato”, afirmou.

Sobre a atuação do governo Bolsonaro, o presidente do MBL afirmou que, mesmo diante de erros cometidos frente ao Congresso Nacional, o movimento vê avanços desde o início do ano.

Neiva destacou ainda que, para o MBL nacional, o presidente Bolsonaro não era o melhor candidato nas eleições presidenciais de 2018, mas que, diante do cenário de polarização com o PT, o então candidato do PSL se tornou a melhor opção.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.