BUSCAR
BUSCAR
Gastos
Com Irani presidente, Câmara de Parnamirim já gastou mais de R$ 35 milhões
Despesas com pessoal somaram R$ 26,2 milhões. Além disso, maiores gastos foram com carros e combustíveis. Só 'farra das diárias' consumiu R$ 1,1 milhão
Redação
03/06/2019 | 11:03

A gestão do vereador Irani Guedes (PRB) na presidência da Câmara Municipal de Parnamirim executou até agora, considerando gastos de toda natureza, uma despesa de R$ 35,8 milhões. A maior parte desse valor, R$ 26,2 milhões (73% do total de despesas), foi destinada para pagamentos de salários e obrigações patronais – como contribuições previdenciárias.

Há ainda outras despesas com pessoal que não entram nessa conta acima. Só com diárias pagas a pessoas físicas, por exemplo, a Câmara pagou R$ 1,1 milhão nos últimos dois anos e meio. Reportagem recente do jornal Agora Parnamirim mostrou que, apesar disso, não há comprovação de que vereadores efetivamente foram aos eventos. A Promotoria de Patrimônio Público de Parnamirim investiga o caso.

Depois do pagamento de pessoal, do aluguel de carros e da compra de combustíveis, a aquisição de materiais de consumo (itens para escritório, por exemplo) se destaca entre os gastos da Câmara sob a gestão de Irani Guedes. Em dois anos e meio, foi gasto R$ 1,2 milhão com essa finalidade. O gasto com combustíveis entra nessa categoria de despesa no Portal da Transparência

A contratação de mão de obra terceirizada é outra despesa que consome boa parte do orçamento da Câmara de Parnamirim. Apesar de ter auxiliares de serviços gerais (ASGs) e vigilantes em seus quadros de servidores, a Casa contrata outra quantidade desses mesmos profissionais junto a uma empresa. Além disso, a Câmara tem como terceirizados profissionais como garçons, porteiros e eletricistas. Com esse contrato, o Poder Legislativo de Parnamirim já acumula desde 2017 a despesa de R$ 982 mil.

Toda a despesa, que está detalhada no Portal da Transparência da Câmara – consultado pelo jornal Agora Parnamirim na semana passada -, foi autorizada pelo presidente da Casa, vereador Irani Guedes, que está no comando da Mesa Diretora desde 1º de janeiro de 2017.

Carros e combustíveis

Só os carros que servem aos vereadores de Parnamirim já custaram aos cofres públicos, em quase dois anos e meio, mais de R$ 1 milhão. O valor se refere ao que foi gasto nesta legislatura, iniciada em 2017, com aluguel de veículos e combustíveis. O maior gasto no período foi com carros alugados. Em 2017, 2018 e 2019 até agora, a Câmara destinou R$ 615.940,00 para esta finalidade. O contrato em vigor prevê a disponibilização para os vereadores de carros populares com no máximo dois anos de uso e especificações como quatro portas, ar condicionado, direção hidráulica e travas elétricas. Em abril deste ano, a Casa – que tem 18 vereadores, incluindo o presidente – solicitou 16 automóveis.

Com combustíveis para esses veículos, a gestão de Irani Guedes já gastou R$ 407.446,64 em quase dois anos e meio. O contrato com um posto da cidade não especifica quantidade mensal nem o tipo de combustível. O fornecimento é contínuo e fracionado, sob demanda, e os pagamentos são realizados todo mês de acordo com a quantidade abastecida.

Comparativo de gastos

O valor gasto pelos vereadores de Parnamirim de 2017 para cá com carros alugados e gasolina (R$ 1 milhão) seria suficiente para construir pelo menos um posto de saúde. Esse foi aproximadamente o investimento feito pela Prefeitura do Natal para construir a nova unidade básica de saúde do conjunto Soledade I, na zona Norte da capital. O equipamento, inaugurado no mês passado, custou R$ 1,2 milhão e é dotado de estrutura completa, para atendimentos médico e odontológico.

A Unidade de Pronto Atendimento de Nova Esperança, inaugurada no final de 2015, custou à época R$ 5,6 milhões. Sem considerar a atualização monetária, é possível afirmar que, com o dinheiro usado para manter a estrutura da Câmara de Parnamirim nos anos da gestão de Irani Guedes como presidente, seria possível construir ao menos seis unidades como aquela.

Os R$ 35,8 milhões gastos pela gestão do presidente Irani Guedes na Câmara de Parnamirim seriam suficientes, ainda, para construir 588 apartamentos como os do condomínio residencial Village da Prata, que a Prefeitura do Natal, em parceria com o governo federal, tem entregado a famílias na zona Oeste da capital.

Números

Despesas na gestão de Irani Guedes

Carros alugados e combustíveis:

2017: R$ 336.224,43

2018: R$ 512.774,60

2019: R$ 174.387,61

Total: R$ 1.023.386,64

Material de consumo:

2017: R$ 426.138,40

2018: R$ 573.066,30

2019: R$ 216.658,32

Total: R$ 1.215.863,02

Mão de obra terceirizada:

2017: R$ 315.904,08

2018: R$ 513.586,23

2019: R$ 153.270,88

Total: R$ 982.761,19

Gastos totais:

2017: R$ 15.425.771,05

2018: R$ 15.695.519,54

2019: R$ 4.764.108,66

Total: R$ 35.885.399,25

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.