BUSCAR
BUSCAR
Prefeito de Natal
Álvaro critica “exploração” de suicídios: “Deveriam deixar de lado as redes sociais”
Médico de formação, prefeito de Natal afirmou que a exploração do tema da maneira como vem acontecendo pode estimular mais suicídios na ponte Newton Navarro
Redação
03/06/2019 | 11:46

O prefeito de Natal, Álvaro Dias, criticou o que classificou como “exploração” de casos de suicídio na ponte Newton Navarro por pessoas que, segundo ele, estão “em busca de holofote para inflar seus egos” e com o objetivo de atingir “outros objetivos que não sejam o interesse público e humanitário”.

Em nota distribuída à imprensa no fim de semana, o prefeito de Natal afirmou, sem citar algum nome em específico, que pessoas têm usado os casos de suicídio na ponte “distorcendo, fantasiando e publicizando” os fatos, de modo a buscar “tirar dividendos para alcançar objetivos pessoais”.

Álvaro Dias frisa que sua crítica não é direcionada aos voluntários que têm acampado na cabeceira da ponte para evitar que pessoas atentem contra a própria vida. Esses, segundo o prefeito, são “bem-intencionados”, diferentemente daqueles que querem alcançar “interesses inconfessáveis”.

O gestor municipal esclareceu, como em resposta a cobranças por mais ação do poder público no enfrentamento aos suicídios, que a Prefeitura tem auxiliado, na medida do possível, o trabalho dos voluntários na ponte, ao disponibilizar tendas, banheiros químicos e guardas municipais para fazerem a segurança da área.

“É preciso que se diga que a ponte Newton Navarro é um instrumento viário construído pelo governo do Estado com verbas do governo federal e inaugurado em 2007. Portanto, não cabe a intromissão indevida do município em um equipamento que não tem a atribuição de gerir, sob pena de responsabilização do gestor”, ponderou.

Segundo o prefeito, ao agir assim, o Município contribui efetivamente para o trabalho dos voluntários, “diferentemente de alguns que possam estar querendo usar o movimento com outros objetivos que não sejam o interesse público e humanitário”.

Médico de formação, Álvaro Dias acrescentou, na nota, que a exploração do tema da maneira como vem acontecendo pode estimular mais suicídios na ponte Newton Navarro. “O suicídio ‘publicizado’ serve como um gatilho para uma pessoa sugestionável, o que os especialistas chamam de suicídio por contágio”, disse, ao se referir ao efeito Werther, estudado pela ciência.

Por fim, o prefeito de Natal elogiou o trabalho dos voluntários que agem discretamente para reduzir os casos de suicídio na capital potiguar. “Os que efetivamente querem ajudar deveriam deixar de lado as redes sociais e as câmeras para buscar soluções que vão muito além de uma ação pontual em um local da cidade, mas implicam na elaboração de uma política de saúde pública e também em um trabalho humanitário louvável como fazem diariamente, no anonimato, muitas instituições sociais ou religiosas de diferentes denominações”, encerrou.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.