BUSCAR
BUSCAR
Operação “Colheita”
Polícia Civil prende onze suspeitos por tráfico de drogas no RN; VEJA VÍDEO
Ao todo, 140 policiais participaram das diligências, que foram realizadas em Patu e Campo Grande
Redação
04/08/2020 | 14:48

Policiais civis da 7ª Delegacia Regional de Polícia (DRP) de Patu, em conjunto à Polícia Militar e à Polícia Penal, deflagraram, na manhã desta terça-feira (04), a Operação “Colheita”, que resultou no cumprimento de 13 mandados de prisão e 15 mandados de busca e apreensão, resultando na prisão de 11 suspeitos. As diligências foram realizadas em Patu e Campo Grande.

Ao todo, 140 policiais participaram da ação. O nome da operação, “Colheita”, reflete as prisões decorrentes do trabalho investigativo realizado durante meses, voltado ao combate do tráfico de drogas que acontecia na região de Patu.

Foram presos em cumprimento a mandados de prisão durante a Operação “Colheita”: Carlos Roberto Pinto Diniz, Francisco Erivan Carias da Silva, mais conhecido como “Branquinho de Zé Pintada”, Kilmy Tavares de Almeida Sobrinho, Leonardo Bezerra De Medeiros, mais conhecido como “Zeca”, Matheus Santana Abílio “Matheus de Alcidema”, Ramonny Kelly Felix Cordeiro, José Tagno dos Santos “Tagno Mecânico”, Weslley De Oliveira Medeiros, Karilou Azevedo Marques, João Camelo Dantas e João Camelo Dantas Filho. Robison Félix Azevedo De Lira morreu após entrar em confronto com os policiais.

Foram presos em flagrante delito: João Camelo Dantas, pela suspeita da prática do crime de posse ilegal de arma de fogo, e João Camelo Dantas Filho, pela suspeita da prática do crime de tráfico de entorpecentes. Ao longo da operação, os policiais apreenderam, na residência de Francisco Humberto “Betinho do Fomento, que está foragido da Justiça: seis munições intactas (calibre 38), R$ 227,00 reais, diversas guias de depósitos bancários, quatro cartões de créditos, um aparelho celular LG (IMEI: 35468508230319-9), um celular de marca Motorola, IMEI: 35413607799777-3.

Na residência de Robison Félix Azevedo de Lira, os policiais apreenderam: uma arma de fogo tipo revólver calibre .38, numeração raspada, 10 (dez) munições intactas calibre 38, duas cápsulas, um facão com lâmina de vestígios de maconha, vários sacos plásticos, um rolo de papel filme, uma balança de precisão, R$ 70,00 reais em moedas, um aparelho celular de marca Samsung e dois pedaços de maconha.

Na residência de João Camelo Dantas, os policiais apreenderam uma espingarda caseira, um revólver calibre 38 (n° de série: 464548), 16 munições intactas (calibre 38), várias porções de maconha, uma muda de maconha, duas balanças de precisão, R$ 720,00 reais, um recipiente contendo sementes de maconha, um caderno contendo anotações de vendas, um celular da marca Samsung (IMEI: 354885064602283) e 5,6g de cocaína.

Na residência de Ariano Suassuna, um aparelho celular Galaxy A10, cor cinza. Na residência de Matheus Santana Abílio, apreenderam um aparelho celular Samsung J 7, cor dourada, IMEI: 35329408115218-5. Na residência de Leonardo Bezerra, “Zeca”, um aparelho celular de marca Samsung, cor branca.

Na residência de Weslley de Oliveira, um celular Multilaser, cor preta, um Samsung duos, cor branca, e um aparelho celular LG, na cor dourada. Na residência de Kilmy Tavares, cinco pássaros silvestres, um celular K2 e um celular LG. Em outro local, os policiais apreenderam uma espingarda caseira, uma muda de cannabis sativa (maconha) e várias porções de maconha.

Os suspeitos foram conduzidos até a delegacia e encaminhados ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.