BUSCAR
BUSCAR
Operação
Polícia Civil apreende armas de quadrilha acusada de roubar carros-fortes no Nordeste
Investigações, que levaram até o armamento, foram iniciadas após um roubo a um carro-forte, no município de Elói de Souza, Agreste potiguar, no dia 15 de julho deste ano
Redação
26/11/2019 | 06:59

Policiais civis apreenderam diversas armas de uma quadrilha especializada em roubo de carros-fortes, que atua por todo o Nordeste, na sexta-feira, 22. As investigações, que levaram até o armamento, foram iniciadas após um roubo a um carro-forte, no município de Elói de Souza, Agreste potiguar, no dia 15 de julho deste ano.

Os Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado do Rio Grande do Norte (Deicor), em conjunto aos policiais civis do Grupo de Repressão ao Crime Organizado do Piauí (Greco), policiais civis da Superintendência Estadual de Investigações Criminais do Maranhão (Seic) e policiais militares do Batalhão de Operações Especiais do Piauí (Bope), participaram da operação com o intuito de desarticular esta quadrilha.

Após meses de investigação, policiais da Deicor deflagraram uma operação no dia 16 de outubro deste ano, com o intuito de prender dois integrantes dessa organização criminosa. No momento da ação, Frankelin Fernandes Pereira, conhecido como “Galeguinho”, de 37 anos, reagiu à prisão e morreu durante o confronto com a polícia. Na mesma ação, foi preso Sedson Fernandes Lima, conhecido como “Cedinho”, 39 anos, primo do “Galeguinho”.

No decorrer dos trabalhos investigativos, os policiais identificaram outros integrantes dessa organização criminosa, todos com endereços em outros estados. A partir disto, deu-se início à integração das instituições, sendo compartilhada diversas informações. Na última sexta-feira, nas regiões de Monsenhor Gil e Valença, no Piauí, foram localizadas duas propriedades, pertencentes a um dos investigados que participou do roubo em Elói de Souza.

No local, foram apreendidos quatro fuzis, uma espingarda calibre 12 e uma metralhadora .40, além de um veículo que tinha sido utilizado em uma ação da organização criminosa.

A última ação do grupo foi no dia 11 de outubro de 2019, entre as cidades de Peritoró e Coroatá, no Maranhão, quando explodiram o carro-forte da empresa PROSEGUR, tendo intensa troca de tiros, inclusive com o helicóptero da polícia. Os investigados fugiram sem levar dinheiro.

Até agora, foram apreendidos junto dessa organização criminosa: uma metralhadora .30; quatro fuzis, sendo dois calibres 7,62 e dois calibres 5,56; uma metralhadora .40; uma espingarda calibre 12; uma pistola .40; 47 munições .40; 172 munições .30; 119 munições .50; 70 emulsões encartuchadas; um rolo de cordel detonante; oito espoletas e quatro veículos.

As equipes da Deicor, Greco (PI) e Seic (MA), estão dando continuidade às investigações e diligências, no intuito de prender os outros suspeitos envolvidos nas ações criminosas.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.