BUSCAR
BUSCAR
Homicídio
Detentos da Penitenciária João Chaves são indiciados por matarem outro preso
Segundo informações da DHPP, Luiz Clebson foi morto por integrantes do Sindicato do RN por armar uma falsa fuga no Pavilhão 2 da unidade
Redação
26/06/2017 | 15:24

Detentos do Complexo Penitenciário João Chaves, no Potengi, foram indiciados em uma investigação da Delegacia de Homicídios da Zona Norte (DHZN) da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) pela morte do também preso Luiz Clebson de Araújo, conhecido por “Mossoró”, de 26 anos, no dia 26 de setembro de 2016. Segundo a investigação, o grupo acusado, formado por 14 internos, matou a vítima e simulou a ocorrência de um suicídio.

Segundo informações da DHPP, Luiz Clebson foi morto por integrantes do Sindicato do RN por armar uma falsa fuga no Pavilhão 2 da unidade. Depois de escaparem do presídio, os homens seriam executados. Luiz Clebson teria planejado a ação por ordem de líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC).

O plano não foi finalizado porque o celular de Luiz Clebson foi encontrado e a ideia, descoberta. Após a descoberta, os integrantes do Sindicato do Crime resolveram matar Luiz Clebson. Toda a ação foi elucidada após agentes da DHPP ouvirem 26 internos da unidade.

Confira abaixo a lista dos presos indiciados por homicídio qualificado e associação criminosa:

– Adriano Machado, vulgo “Goianinha”, de 30 anos;
– David Lopes da Silva, vulgo “Riú”, de 30 anos;
– Wellington Fernandes de Lima, vulgo “Espanta”, de 32 anos;
– Hegleiber Silva dos Santos, vulgo “Ceará”, de 34 anos;
– Israel Nascimento de Oliveira, de 27 anos;
– Moab Cristiano de Araújo Pinheiro, de 31 anos;
– Edson Luiz de Oliveira, vulgo “Shampoo”, de 30 anos;
– Pedro Caetano da Silva, vulgo “Pedro Boy” ou “Coroa Pedro”, de 35 anos;
– José Ederfran Rodrigues Pessoa, de 37 anos;
– José Wellington Costa de Souza Junior, vulgo “Aranha”, de 27 anos;
– Jubiranilson de Araújo Barbosa, vulgo “Jubi”, de 28 anos;
– Maciel Cavalcanti Odilon, vulgo “Badibi”, de 27 anos;
– Marcelo Moreira de Oliveira, vulgo “Marcelo Boy ou Marcelo de Cleuza”, de 42 anos;
– Marcos dos Santos Aguiar, vulgo “Cara de Pulga Maruim”, de 35 anos.

A DHPP já representou à Justiça a prisão preventiva dos indiciados.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.