BUSCAR
BUSCAR
Wakanda
‘Pantera Negra’ vai ser exibido nesta segunda-feira na Globo em homenagem a Chadwick Boseman
Em 2018, Chadwick Boseman protagonizou o filme "Pantera Negra". Sucesso com crítica e com o público, a história do herói de um reino africano fictício e avançado bateu a marca do US$ 1 bilhão nas bilheterias mundiais, ganhou três Oscar e foi indicado a outros quatro, entre eles, o de melhor filme
G1
31/08/2020 | 11:06

O filme “Pantera Negra” será exibido no “Tela Quente” desta segunda-feira, 31, em homenagem a Chadwick Boseman. O ator morreu na sexta-feira ,28, após luta contra um câncer de cólon diagnosticado em 2016. Chadwick nunca tinha falado sobre a doença publicamente.

Antes da exibição do longa na Globo o apresentador Manoel Soares falará sobre a importância histórica de um filme de super-herói ter sido protagonizado por um ator negro.

“Eu esperei quase 40 anos para ter um super-herói parecido comigo e a pessoa que personificou esse sonho não está mais entre nós. Chadwik Boseman representou essa geração que ansiava por isso e se espelhou nessa conquista”, afirma o apresentador, que integra o time do programa “É de casa”.

“Nesse momento em que o povo negro luta muito por representatividade, é lindo a TV Globo fazer essa homenagem para um homem e um filme que transformaram o imaginário social. Hoje, quando se pensa em África não se pensa só em pobreza e morte, mas também em Wakanda.”

“Tela Quente” é exibido após a novela “Fina Estampa”.

Em 2018, Chadwick Boseman protagonizou o filme “Pantera Negra”. Sucesso com crítica e com o público, a história do herói de um reino africano fictício e avançado bateu a marca do US$ 1 bilhão nas bilheterias mundiais, ganhou três Oscar e foi indicado a outros quatro — entre eles, o de melhor filme.

Dirigido por Ryan Coogler e aclamado por sua diversidade na frente e atrás das câmeras, “Pantera Negra” conta a história do príncipe T’Challa (Chadwick Boseman), que retorna a Wakanda, uma nação africana isolada do mundo, mas com um tremendo potencial tecnológico, após a morte do pai, o rei T’Chaka (John Kani).

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.