BUSCAR
BUSCAR
Internet
Apesar de medo, brasileiros fazem memes sobre ‘terceira guerra mundial’
Assunto chegou ao topo dos mais comentados do Twitter no Brasil nesta sexta-feira.
Agência Estado
03/01/2020 | 12:27

A possibilidade de ocorrer uma terceira guerra mundial foi levantada por internautas brasileiros na manhã desta sexta-feira, 3, após os Estados Unidos confirmarem que um bombardeio matou um general iraniano e o país do Oriente Médio prometer “forte vingança”.

Embora haja sensação de medo, as pessoas começaram a fazer memes com o assunto e o termo “Terceira Guerra Mundial” chegou ao topo dos mais comentados no Twitter no Brasil.

Os brasileiros temem o conflito armado entre Estados Unidos e Irã porque o presidente Jair Bolsonaro sempre declarou apoio a Donald Trump. E pela história das duas grandes guerras anteriores, diversas nações se envolvem nas batalhas para defender seus interesses e de seus aliados.

Por conta disso, outras duas hashtags que ganharam destaque nesta manhã foram #BolsonaroFicaQuieto e #BolsonaroFicaCalado.

No Twitter, porém, internautas brincaram com a possibilidade de ocorrer uma grande guerra mundial, que seria a terceira da história da humanidade. Embora façam graça, existem também manifestações de medo, uma vez que conflitos armados em grande escala provocam destruição e mortes.

A atriz e apresentadora Maisa Silva, que está em viagem por Dubai, comentou o assunto de forma mais séria, falando do medo de viver uma guerra e pedindo para que as pessoas não brinquem com isso.

Mas a forma como cada um lida com a situação é diferente e fazer piada tende a deixar o tema menos preocupante – ou seria mesmo costume de brasileiro brincar, independente da situação? Um usuário do Twitter postou: “01 de janeiro: Vai ser o melhor ano, pode acreditar; 03 de Janeiro: Terceira Guerra Mundial”.

Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.