BUSCAR
BUSCAR
Polêmica
Xuxa diz que mulher que jogou garrafa de água no Leblon devia ter ‘levado dois tapas’
O barraco do Leblon começou após duas mulheres saíram de uma festa em uma lancha e resolverem passear pelas ruas do Leblon no Peugeut 308 CC Roland G de um amigo
Redação
28/09/2020 | 15:17

A apresentadora Xuxa, 57, se manifestou sobre o barraco que aconteceu no Leblon, na noite de sexta 25. Para ela, a mulher que atirou uma garrafa de água em outra mulher, que estava de biquíni em um carro conversível, foi invejosa e “deveria ter levado dois tapas”.

“O cara é um panaca e a invejosa da mulher que levou um tapa na cara, deveria ter levado dois. Minha mãe me ensinou que violência gera violência, não bate em ninguém, mas também não leva. A mulher do carro estava na dela e a outra errou. Acho que a mulher do bar aprendeu, não é não?”, escreveu Xuxa em uma publicação no Instagram do colunista Leo Dias, do jornal Metrópoles.

O barraco do Leblon começou após duas mulheres saíram de uma festa em uma lancha e resolverem passear pelas ruas do Leblon no Peugeut 308 CC Roland G de um amigo. Os três estavam animados: as meninas dançavam e todos trocaram beijos no carro com a capota abaixada -ora ele beijava as garotas, ora elas se beijavam.

Foi quando o trânsito parou na rua Dias Ferreira, uma das regiões mais nobres do bairro com um dos IPTUs mais caros do Brasil, que entrou em ação uma terceira mulher. Ela estava numa mesa na calçada de um dos restaurantes da área.

Incomodada com o que viu, ela arremessou uma garrafa com água em direção ao carro.

A mulher atingida pela garrafa desceu do carro, caminhou até o local e começou a dar tapas na que havia atirado o objeto.

Um homem que também estava sentado na mesa correu atrás da mulher, que voltou para o carro. Ele só teve tempo de puxar a parte de cima do biquíni dela, que cobriu os seios com as mãos.

Xuxa revela que viu espírito de Ayrton Senna no momento de sua morte

Xuxa Meneghel contou detalhes da relação que tinha com Ayrton Senna, morto em 1994, no seu livro Memórias, a ser lançado na próxima segunda-feira 21. A apresentadora revelou que sua conexão com o ex-namorado era tão grande que ela viu o espírito dele no momento em que a transmissão de TV o acidente no circuito de Ímola, na Itália, que tirou a vida do piloto.

“Cheguei à sala, todos os amigos mudos, olhando para uma TV. Cheguei e tiva a nítida sensação de tê-lo visto na porta. E falei: ‘ele já foi embora'”, relata em trecho da obra.

A eterna rainha dos baixinhos disse que esta não foi uma única raiz que teve ligada à tragédia do piloto. Na noite anterior ao acidente, ela teve um pressentimento ruim e foi alertada.

“Chegando ao sítio dela [a diretora Marlene Mattos, tinha uma fogueira. Me sentei em frente e fiquei olhando para o fogo, sentindo uma angústia, algo estranho. Pareciam minutos, mas alguém veio até mim e me chamou, que me tirando de um transe, e disse que eu já estava lá havia muito tempo “, citou segundo o jornal Extra .

Tempos depois, a mãe de Sasha soube por pessoas próximas de Senna que, naquela noite, ele havia falado muito dela no jantar de aniversário de um amigo.

Na época da morte de Ayrton Senna, os dois estavam separados. O piloto namorava Adriane Galisteu , e Xuxa iria ao encontro dele na noite do domingo do acidente. Ela conseguido uma semana de folga e iria encontrar-lo na Itália.

Xuxa acredita que tinha uma conexão de outras vidas com o piloto, sensação essa que surgiu desde a primeira vez que os dois se pegaram.

Leia mais clicando AQUI.

*As informações são do Diário de Pernambuco

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.