BUSCAR
BUSCAR
Famosos
Whindersson ‘preferia ficar com drogas do que com Luísa Sonza’, afirma ex-assistente dela
Assunto foi debatido no documentário "Se Eu Fosse Luísa Sonza", onde Whindersson afirmou que "usava a droga que queria".
Redação
13/12/2023 | 15:16

O relacionamento de Luísa Sonza com o humorista Whindersson Nunes, que durou de 2016 a 2020, é detalhado no novo documentário “Se Eu Fosse Luísa Sonza“, disponível na Netflix desde terça-feira, 12. Na obra, Luísa expressa que amou seu casamento com Whindersson, mas sugere que a pressão externa influenciou negativamente: “Se o povo não tivesse infernizado tanto a nossa vida, a gente estaria junto até hoje”.

Conforme relatos, a relação começou a esfriar após uma viagem de Whindersson, na qual “ele voltou diferente” e enfrentou um quadro de depressão. Ele passou a usar drogas em excesso, se afastando de Luísa, sua esposa na época. Tay Vargas, ex-assistente pessoal de Sonza, menciona que Whindersson preferia a companhia de amigos e drogas em vez de estar com ela.

Whindersson também aborda o tema na produção, admitindo que “usava a droga que queria” em busca de uma ilusão mais divertida. Ele reconhece estar perdido naquele momento: “‘Não sei o que está acontecendo, não vou lembrar amanhã’, uma parada assim, dia após dia. Tive que admitir que estava meio perdido mesmo”.

Ele afirma que a decisão de se separar partiu dele, destacando a falta de vontade e comparando a relação a dois primos se reunindo no Natal, sem o amor que um casal deveria ter.

*Com informações do Correio Braziliense.

Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.