BUSCAR
BUSCAR
Posse ilegal

Wendel Lagartixa é preso após ser pego em abordagem policial com arma ilegal

Ex-PM publicou um vídeo no Instagram, afirmando que seu irmão assumiu a posse da arma, que era ilegal, mas ainda assim, foi detido
11/05/2024 | 11:38

O ex-policial militar Wendel Lagartixa (PL) foi preso no interior da Bahia, na noite de sexta-feira 10, quando estava em um veículo em direção ao Rio Grande do Sul quando foi parado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Durante a abordagem, uma arma foi encontrada no veículo.

Inicialmente, Lagartixa publicou um vídeo no Instagram, afirmando que seu irmão assumiu a posse da arma, que era ilegal. No vídeo, ele também criticou os policiais rodoviários federais e os policiais militares presentes na ocorrência.

Wendel Lagartixa durante depoimento sobre fuga dos presídios / Foto: reprodução
Wendel foi encaminhado para a prisão na Bahia e aguarda audiência de custódia, marcada para segunda-feira 13

Horas depois, a filha de Wendel, Anne Lagartixa, que deve disputar uma das vagas na Câmara Municipal de Natal nas eleições deste ano, divulgou outro vídeo, dizendo que apesar de seu tio ter assumido a posse da arma ilegal, a polícia acabou detendo seu pai. “Como pode uma safadeza dessa?”, questionou a jovem.

Wendel foi encaminhado para a prisão na Bahia e aguarda audiência de custódia, marcada para segunda-feira 13. Sua filha fez um apelo por ajuda legal, pois a família está distante e enfrenta dificuldades para contatar advogados.

Viagem para o Rio Grande do Sul: Wendel Lagartixa e outros estavam a caminho do Rio Grande do Sul para ajudar no resgate de vítimas das enchentes. Ele mencionou que a arma ilegal era devido à situação no RS, onde, segundo ele, ocorriam casos de violência e estupro.

Histórico de Lagartixa

Wendel já respondeu a outras ações polêmicas, inclusive, é acusado de envolvimento em um triplo homicídio ocorrido na Redinha, zona Norte de Natal.

Apesar disso, foi o candidato a deputado estadual mais votado nas eleições de 2022, mas não assumiu por conta de uma decisão no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que ele afirma ser consequência de perseguição política. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS
PF indicia Juscelino Filho sob suspeita de corrupção e organização criminosa
Além disso, ministro é suspeito de lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e fraude em licitação
13/06/2024 às 08:17
Polícia Civil prende mulher condenada por tentativa de homicídio no RJ; prisão aconteceu em Campo Redondo
Prisão ocorreu em decorrência de uma sentença expedida pelo TJRJ
12/06/2024 às 15:55
Operação no RN e mais 3 estados prende ‘casal do tráfico’, bloqueia R$ 35 milhões e apreende imóveis e outros itens de luxo
Investigações foram iniciadas há 6 meses e apuram tráfico de drogas e outros crimes
04/06/2024 às 08:15
ROCAM prende homem por tráfico de drogas no bairro da Redinha
Na abordagem, foram encontradas 09 porções de crack, dinheiro e embalagens para drogas
01/06/2024 às 17:38
Polícia Militar prende dois homens por porte ilegal de arma de fogo na rodovia que liga a cidade de Rafael Godeiro/RN à BR 226
Foram encontradas duas armas de fogo, além de 55 munições calibre 9mm em posse da dupla
01/06/2024 às 16:56
VÍDEO: câmeras corporais capturam o momento em que um policial militar dispara e mata idoso inocente em SP
Disparo fatal foi feito de dentro de viatura da Polícia Militar; especialistas apontam erro de procedimento
01/06/2024 às 13:51
Ciclista morre atropelado e outro fica ferido na BR-110
O veículo suspeito, um Gol de cor vermelha, fugiu do local sem prestar socorro às vítimas
26/05/2024 às 11:50
Mulher é assassinada dentro de casa em Mossoró
Testemunhas relataram que, durante uma reunião familiar, um homem sacou uma arma e disparou contra a vítima
26/05/2024 às 11:41
7 acusados viram réus por abertura de esmalterias no RN com dinheiro do crime
A denúncia é fruto da operação Grammer, deflagrada em abril deste ano. Agora considerados réus, os denunciados responderão a uma ação penal
25/05/2024 às 10:18
Justiça dá 30 dias para nomeação de novos policiais civis no Estado
Os candidatos a serem nomeados são 20 delegados, 64 agentes e 71 escrivães
25/05/2024 às 09:12
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.