BUSCAR
BUSCAR
Opinião

Violência no Rio atrapalha outubro do Governo Lula; leia coluna de Alexandre Macedo

Asfixia financeira planejada pelo governo pode realmente inibir operações criminosas. Tomara que dê certo
Alexandre Macedo
03/11/2023 | 05:00

O Governo Lula tinha tudo para comemorar os resultados do mês de outubro.

A taxa de desemprego melhorou. No terceiro trimestre deste ano (agosto a outubro), segundo o IBGE, o índice ficou em 7,7%, o menor desde 2015. Ainda são 8,3 milhões de desempregados, mas está melhorando. A balança comercial, por sua vez, teve o melhor outubro da série histórica: saldo positivo de quase US$ 9 bilhões. Estamos exportando mais e importando menos. Bom para a economia brasileira.

Presidente Lula. Foto: Ricardo Stuckert / PR
Presidente Lula (PT) durante evento no Palácio do Planalto - Foto: Ricardo Stuckert / PR

Pesquisas de opinião atestam que a popularidade do presidente Lula, mesmo com a leve queda no período mais recente, é maior que o saldo eleitoral de um ano atrás. Isto é, provavelmente, as pessoas que aprovam o governo hoje votariam em Lula se a eleição presidencial fosse agora.

Mas outubro não veio só com boas notícias. O Governo Lula enfrenta uma situação que não é inédita, mas que vem se agravando: o estouro da violência, tendo como base o Rio de Janeiro.

A crise é tão grande que o presidente Lula, que disse há pouquíssimos dias que no governo dele não haveria a famosa operação de Garantia de Lei e da Ordem (GLO), que autoriza a presença militar nas ruas, nesta semana assinou um decreto que determina que vai ter sim GLO. Será apenas em alguns portos e aeroportos, mas tem GLO. O que não valia antes vai valer agora.

Esta GLO é um risco para o governo. Isso porque está se fazendo uma divulgação muito grande de que vai ser feita uma asfixia econômica nas milícias e no narcotráfico. As pessoas se perguntam: só agora? Por que isso não foi feito nos governos anteriores do PT e nas gestões de Fernando Henrique Cardoso e Michel Temer?

Só agora teremos a experiência de fazer um controle maior sobre toda a possibilidade de lavagem de dinheiro do narcotráfico. Vamos entrar muito atrasados nessa onda, mas tomara que dê certo.

Quando os Estados Unidos entenderam que precisavam eliminar a Al-Qaeda após o 11 de Setembro, foi na asfixia financeira que ocorreu o maior sucesso. Depois, houve outra solução, que foi eliminar o líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden, que foi brutalmente assassinado por uma operação militar americana.

A asfixia financeira pode realmente inibir as operações criminosas. Vamos ver se dá certo. Tomara que dê, mas é um risco inegável para o governo e também para as Forças Armadas.

*Alexandre Macedo é consultor político

Tecnologia desenvolvida no RN pode melhorar rotinas de trabalho e reduzir demandas judiciais na construção civil
Serviço criado pela startup Faceponto já rendeu premiações nacionais dentro de feiras
22/05/2024 às 08:58
América enfrenta Corinthians em SP em busca de avançar na Copa do Brasil
Time potiguar venceu dois dos últimos três compromissos e aparece no 2º lugar do Brasileirão Série D
22/05/2024 às 08:48
Investimentos em infraestrutura e pessoal reduzem criminalidade no RN
Graças a esse esforço, o Rio Grande do Norte é hoje o segundo estado do Nordeste na proporção de policiais para cada 1.000 habitantes e o oitavo no ranking nacional
22/05/2024 às 08:39
Pacientes de Natal estão há quatro meses sem receber insulina: “Descaso”
Secretaria Municipal de Saúde informou ao AGORA RN que abriu um processo emergencial para aquisição da insulina
22/05/2024 às 08:20
Saúde anuncia abertura de novos leitos na Grande Natal
Sesap convocou mais 81 profissionais para atuarem nos 48 novos leitos que serão abertos nos hospitais Deoclécio Marques de Lucena, em Parnamirim, e Geral João Machado, em Natal
22/05/2024 às 08:16
TSE rejeita cassação de Moro por unanimidade
PL e PT acionaram a Justiça alegando abuso de poder econômico
22/05/2024 às 08:07
Taveira demite indicados de Kátia e Carol Pires na Prefeitura de Parnamirim
Exoneração em massa ocorre no momento em que Kátia mantém sua pré-candidatura a prefeita, apesar de Taveira apoiar Salatiel de Souza
22/05/2024 às 08:00
“Bizarrices técnicas” são usadas como argumentos para impugnar pesquisas, afirma sociólogo do RN
Daniel Menezes lembra que contestações deste tipo são motivadas por má-fé e constituem crime eleitoral, conforme nova Resolução do TSE
22/05/2024 às 07:53
Prefeitura do Natal celebra 2 anos do programa Banco de Alimentos
Ação de segurança alimentar beneficia 6.000 pessoas por mês e já distribuiu mais de 90 toneladas de alimentos
22/05/2024 às 07:43
Congresso Sesc de Educação possibilita formação de qualidade para profissionais e estudantes
Com programação atual e diversificada e valores acessíveis, conferência acontece entre 3 e 4 de julho, em Natal
22/05/2024 às 07:40
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.