BUSCAR
BUSCAR
Cadeia
VÍDEO: Presos cavam túnel sob cama em cela de prisão em tentativa de fuga
Presos cavaram túnel que faria conexão com pátio de prisão. Tentativa de fuga acabou descoberta em revista de rotina
Metrópoles
13/09/2021 | 09:20

Detentos tentaram fugir por meio de um túnel cavado sob a cama de uma cela do Presídio de Trindade, na região metropolitana da capital goiana, no domingo 12.

Imagens obtidas pelo Metrópoles mostram que os presos abriram um buraco entre a cela e o pátio do local e o esconderam com sacos de terra e lascas de parede. Policiais penais e agentes impediram a fuga.

Em nota, a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGA) informou que “procedimentos administrativos internos foram abertos para apuração dos fatos e aplicação das sanções disciplinares aos detentos envolvidos”.

De acordo com a administração penitenciária, os detentos envolvidos foram levados para outras celas, e o local onde o túnel foi feito precisou ser isolado para passar por reformas. Segundo informação oficial, cerca de 20 detentos poderiam fugir por meio do túnel que estava sendo cavado.

No entanto, segundo o presidente do Sindicato dos Servidores do Sistema de Execução Penal do Estado de Goiás (Sinsep), Maxsuell Neves, até 60 detentos conseguiriam escapar se o buraco não fosse descoberto a tempo.

“Policiais penais e agentes penitenciários impediram a fuga de 60 presos de facção criminosa do Rio de Janeiro. Eles cavaram um buraco, fizeram um túnel debaixo de uma cama dentro da cela. Retiravam a terra e colocavam dentro de sacos, que eram feitos de lençóis e roupas e retornavam para o buraco”, disse.

A administração penitenciária não informou como os detentos conseguiram cavar o túnel, há quanto tempo trabalharam nesse plano de fuga e como fariam para conclui-la, já que o canal terminava no pátio da unidade prisional.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.