BUSCAR
BUSCAR
Consumo
Vendas nos postos de gasolina de Natal caem pela metade em apenas 12 dias
Com as medidas para contenção do avanço do coronavírus, como restrição ao comércio e recomendação para isolamento domiciliar, valor do litro da gasolina caiu nos últimos dias e os postos da capital estão cobrando entre R$ 4,09 e R$ 4,29
Redação
31/03/2020 | 05:00

Caminhando para mais uma semana de isolamento social no Rio Grande do Norte, os postos de gasolina, pelo menos na região metropolitana de Natal, já caíram pela metade, talvez um pouco mais, admitiu nesta segunda-feira (30) o presidente do Sindipostos, Antônio Sales.

“Já estamos caminhando para 12 dias desse isolamento e os postos fi liados ao nosso sindicato (150 de aproximadamente 624 em todo o estado) já apresentaram uma queda de demanda média próxima dos 60%”, adiantou Sales. Sobre a queda nos preços nas bombas, ele preferiu não opinar. “Cada posto é livre para fazer seus preços e sobre isso não é possível dar qualquer declaração”, afirmou.

O presidente do Sindipostos afirmou apenas que muitos revendedores filiados já reportaram dificuldades financeiras e muita preocupação com o curso dos acontecimentos nas próximas semanas em função da pandemia de coronavírus.

Levantamento em alguns postos feito pelo Agora RN nesta segunda-feira revelaram uma queda dos preços na bomba em relação à última sexta-feira, quando o valor médio do litro era centavos inferior a R$ 4,50. Nesta segunda-feira, no entanto, vários estabelecimentos já vendiam o litro da gasolina comum a R$ 4,29, uma queda de R$ 0,30 em relação à semana anterior.

Mas relatos de alguns motoristas reportaram o litro a R$ 4,09. “O que eu sei é que postos na Zona Leste de Natal, onde carros ficam mais na garagem, as vendas realmente despencaram”, afirmou Antônio Sales. Procurado pela reportagem para saber se já há dispensas de frentistas, o presidente do sindicato da categoria, Raimundo Sena, não retornou os contatos.

Na semana passada, a Petrobras informou que, com uma nova redução de 15% no último dia 25, o preço médio da gasolina nas refinarias passou R$ 1,14 por litro, o menor preço cobrado pela empresa pública desde 31 de outubro de 2011. No acumulado do ano, a redução do preço da gasolina já é de cerca de 40%.

De acordo com pesquisa semanal da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), entre os dias 15 e 21 de março, o preço médio ao consumidor no país para a gasolina era de R$ 4,486 por litro. Segundo a Fecombustíveis, associação que reúne os postos de abastecimento dos estados brasileiros, a queda de vendas já está em torno dos 50% em todo o País.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.