BUSCAR
BUSCAR
Música
Tudo azul
Lucas Dias, mais conhecido como “Dias Blue” na cena artística natalense, acredita na profundidade da música – representada perfeitamente pela cor azul
Nathallya Macedo
06/07/2020 | 00:36

Aos 22 anos, Lucas Dias persegue os mistérios da vida e das relações pessoais através de músicas autorais inclinadas à nova MPB. Com elementos sonoros que marcaram os anos 80 e um mix de eletrônico contemporâneo, surgiu a carreira de Dias Blue (azul, em inglês), nome artístico do jovem. “É uma cor que sempre esteve presente em tudo e que simboliza profundidade”, revelou.

Paraibano, Lucas começou a morar em terras potiguares em 2007 e conta que, desde então, vê na arte um refúgio. “Sempre soube que era artista. Mas meu movimento ao longo da vida foi de tentar encontrar meu espaço. Já fiz teatro, publiquei um livro e tive projeto de fotografia. No entanto, sentia que não era minha melhor versão. Foi quando comecei a compor em 2016. Esse momento foi quase uma epifania, percebi que a música é o lugar que consigo exercer todas as minhas inclinações artísticas de forma plena”.

Depois de aprender a tocar violão praticamente sozinho, Lucas iniciou o processo de composição do que se tornaria seu primeiro EP, intitulado “A vida é só uma”. Com seis faixas, a coletânea foi lançada em agosto do ano passado em um show com ingressos esgotados. “Meu som tem bastante influência da música e da literatura nacional. Gosto muito do cantor Silva e do poeta Manoel de Barros, por exemplo”.

“Mais”, uma das músicas do EP, transfere sensações de paz e leveza presentes em batidas dançantes, além de frases reconfortantes e, simultaneamente, excêntricas. O clipe para a faixa, aliás, foi gravado durante o período de quarentena e exibe vídeos caseiros do cantor em momentos de descontração.

Primeiro álbum

Nesta segunda-feira (6), Dias Blue lança um financiamento coletivo com o objetivo de captar recursos para a produção do primeiro álbum, que vai se chamar “Das tripas coração” e que deve contar com 10 composições autorais. “Quero trazer uma paleta diversificada de referências neste novo trabalho. Como dá para imaginar pelo nome, o disco vai tratar também das transformações que todo coração partido enfrenta”, contou.

O financiamento deve cobrir os custos para a gravação em estúdio e a recompensa virá em forma de música. “Mesmo sendo constantemente influenciado por minhas experiências pessoais, acredito que a arte é coletiva. Sempre há identificação e conexão, é bom saber que existe alguém no mundo lidando e superando situações semelhantes”. O plano é lançar o projeto em 2021. Para conhecer, acesse instagram.com/diasblue

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.