BUSCAR
BUSCAR
Medida
TRT acata ação de sindicato de atletas e proíbe Flamengo de treinar, jogar e viajar por 15 dias
Multa para cada jogo realizado é de R$ 10 milhões e de R$ 1 milhão por cada dia descumprido
Redação
27/09/2020 | 15:11

Não é só o jogo contra o Palmeiras que foi suspenso pelo Tribunal Regional do Trabalho. Em nova decisão publicada neste domingo, o órgão determinou também que o departamento de futebol do Flamengo passe por quarentena de 15 dias, sem poder disputar qualquer partida nem treinar ou viajar. A multa para cada jogo realizado é de R$ 10 milhões e de R$ 1 milhão por cada dia descumprido.

A informação foi publicada pelo jornalista Wellington Campos.

– A fim de garantir a integridade física e a manutenção da saúde dos jogadores e empregados do 2ºréu (CLUBE DE REGATAS DO FLAMENGO), concedo a tutela de urgência, em caráter liminar, e determino a suspensão do jogo designado para o dia 27/09/2020, entre o Clube de Regatas do Flamengo e a Sociedade Esportiva Palmeiras, em São Paulo, bem como que o 2º réu mantenha seus jogadores e empregados em quarentena, sem realizar partidas, treinos ou viagens, pelo período de 15 dias – diz um trecho do documento.

A decisão foi tomada pelo juiz Filipe Olmo, o mesmo que acatou no sábado a ação do Sindeclubes, que representa funcionários de clubes do Rio de Janeiro, determinando a suspensão do duelo entre Palmeiras e Flamengo deste domingo. A CBF tentou recorrer, mas foi rejeitada tanto no TRT quanto no STJ.

A decisão deste domingo acata ação do Saferj, sindicato que representa atletas profissionais de futebol no Rio de Janeiro. O órgão havia entrado com pedido de suspensão da partida, usando como base um documento assinado por 20 jogadores do Flamengo. Olmo foi além e estendeu a paralisação das atividades também para o cotidiano do futebol rubro-negro.

A delegação do Flamengo está em São Paulo deste sábado e manteve a programação normal para o jogo contra o Palmeiras, mesmo com a decisão da Justiça de suspender o jogo.

Materiais de rouparia chegaram a ser enviados para o estádio no início da tarde. Os atletas começaram a embarcar no ônibus por volta das 14h, mas retornaram ao hotel após o STJ rejeitar o recurso da CBF e manter o jogo suspenso.

Confira a decisão:

 — Foto: Reprodução

 — Foto: Reprodução

*Com informações do GE

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.