BUSCAR
BUSCAR
Transporte público gratuito

STF valida transporte público gratuito nas eleições de 2024

Decisão do Supremo foi a unamidade, Corte pediu ao Congresso lei para regulamentar esse direito no país
18/10/2023 | 20:24

O Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceu hoje (18) que estados e municípios devem garantir transporte público gratuito durante as eleições de 2024. Por unanimidade, o Supremo também pediu ao Congresso a aprovação de uma norma para regulamentar o direito ao transporte público gratuito. ebcebc

Pela decisão, caso os parlamentares não aprovem uma norma sobre o assunto, a regulamentação ficará a cargo do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Supremo Tribunal Federal (STF) / Foto: divulgação
Supremo garantiu o transporte público gratuito no dia da votação

Durante as eleições do ano passado, o relator do caso e presidente do STF, Luís Roberto Barroso, atendeu ao pedido de liminar protocolado pela Rede Sustentabilidade e determinou que o transporte público gratuido fosse mantido nos dois turnos do pleito com o modelo do transporte gratuito. Em seguida, a medida foi referendada pelo plenário.

Na sessão de hoje, a Corte julgou definitivamente o caso e entendeu que há “omissão constitucional” na falta de aprovação para o transporte público gratuito

Para Barroso, o transporte público gratuito permite que toda a população possa participar do pleito. “Numa democracia, as eleições devem contar com a participação do maior número de eleitores e transcorrer de forma íntegra, proba e republicana”, afirmou.

O presidente também afirmou que a atuação do Supremo se justifica diante da falta de lei sobre o assunto.

“Faço apelo ao legislador para que edite lei apta a sanar a referida omissão constitucional, de modo que seja assegurada a gratuidade de transporte gratuito coletivo urbano aos eleitores com frequência compatível com aquela compatível com os dias úteis”, completou.

AGU

Durante o julgamento, o advogado-Geral da União substituto, Flávio José Roman, defendeu o acesso gratuito ao transporte e disse que a medida assegura a democracia no país.

“O custo de transporte para determinadas camadas sociais se apresenta com uma barreira ao exercício desse direito [votar]”, argumentou.

A defensora pública Tatiana Melo Aragão Bianchini também defendeu a medida e comentou que a liberação do transporte público provocou a diminuição da abstenção de eleitores no segundo turno das eleições de 2022.

“Políticas públicas tendentes a permitir o maior comparecimento possível aos locais de votação a todas as classes sociais contribuem para o fortalecimento da democracia”, concluiu.

Da Agência Brasil

STJ elege ministro Herman Benjamin para comandar o tribunal
Ministro Luís Felipe Salomão será o vice-presidente
23/04/2024 às 17:38
Deputado Tomba Farias critica presidente da Câmara de Afonso Bezerra
Vereadora Any Karine da Silva teria proibido a realização de uma Audiência Pública sobre a situação dos transportes escolares de Afonso Bezerra
23/04/2024 às 14:46
Câmara de Parnamirim lança o primeiro videocast jurídico do legislativo potiguar 
Debater a atuação do legislativo de forma descomplicada é o objetivo do primeiro videocast jurídico da Câmara de Parnamirim
23/04/2024 às 14:14
Lula aposta que economia em 2024 crescerá mais do que o previsto
Para presidente, investimentos não podem ser vistos como gasto
23/04/2024 às 12:31
Klaus Araújo defende estender gratificação a todos que atuam em urgências e emergências
Depois de visitar oito unidades de saúde, o vereador se prepara para apresentar a proposta ao Executivo, para a valorização de cerca de 600 profissionais que não recebem atualmente o benefício
23/04/2024 às 07:37
Quase 40 mil potiguares precisam regularizar título eleitoral até dia 8
Prazo é o mesmo para eleitores em situação irregular ou que desejem mudar domicílio, corrigir ou atualizar dados
23/04/2024 às 07:32
Gilmar Mendes determina conciliação em ações sobre marco temporal
Ações que tratam da questão ficam suspensas até decisão final da Corte
22/04/2024 às 21:50
Carmén Lúcia mantém condenação de Dallagnol por PowerPoint sobre Lula
Valor de indenização é de R$ 75 mil, com correção monetária. Carmén Lúcia manteve condenação do STJ
22/04/2024 às 20:13
Caiado diz que “política única” de segurança pública no Brasil é “bobagem”
Fala foi feita após Lewandowski e Sarrubbo defenderem um sistema único em seminário da Esfera Brasil
22/04/2024 às 20:01
Nikolas Ferreira rebate Whindersson Nunes após fala sobre testosterona
O deputado federal Nikolas Ferreira (PL-MG) rebateu uma postagem do humorista Whindersson Nunes após discurso durante ato de Bolsonaro
22/04/2024 às 19:02
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.