BUSCAR
BUSCAR
Saúde

Transplantes de córneas no RN aumentam 74%

Comparativo com 2023 também registrou aumento de 23% para os transplantes de medula óssea
Redação
20/05/2024 | 09:35

De janeiro a abril deste ano o Rio Grande do Norte registrou um aumento de 30,7% no número total de transplantes de órgãos realizados, se comparado ao 1º quadrimestre de 2023. O maior percentual de aumento foi o de córneas com 74%, seguido de medula óssea com 23%.

De acordo com a Subcoordenadoria de Transplantes de Órgãos da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), no 1º quadrimestre de 2024 foram realizados 136 transplantes de órgãos no RN, sendo 15 transplantes renais, 68 de córneas e 53 transplantes de medula óssea. No mesmo período, em 2023, foram realizados 103 transplantes no estado (18 renais, 39 de córneas, 03 cardíacos e 43 de medula óssea).

Transplantes de córneas no RN aumentam 74%. Foto: Sesap.
Transplantes de córneas no RN aumentam 74%. Foto: Sesap.

“Este ano houve um aumento nas doações de órgãos provenientes de outros estados. Além disso conseguimos mais captações, através da conscientização da população para a doação e das constantes capacitações que fazemos com as equipes das Comissões Intra-Hospitalares de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes”, explicou a coordenadora da Central de Transplantes do RN, Rogéria Medeiros.

O número de doações de órgãos no RN também aumentou no primeiro quadrimestre de 2024, sendo 13 doadores de múltiplos órgãos e 33 doações de córneas; um aumento de 30% e 26%, respectivamente. Em 2023 foram 10 doações de múltiplos órgãos e 26 de córneas.

Rogéria explicou que o número de transplantes realizados não está relacionado com o número de captações que acontece no estado, pois existem órgãos e tecidos advindos de outros estados. “Por isso, muitas vezes existe discrepância entre os dados das tabelas de transplantes realizados se comparados ao número de doações”, pontuou.

Lista de espera

No Rio Grande do Norte a lista de espera para transplantes, até o final de abril deste ano, era de: 595 pacientes para transplante de córneas, 330 para transplante renal, 16 pacientes para medula óssea e 1 paciente para transplante cardíaco.

Ainda para 2024 a equipe da Central de Transplantes espera expandir ainda mais os serviços. “Planejamos para este ano credenciar o serviço de transplante de pele no RN, aumentar o número de Comissões Intra-Hospitalares de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT) ativas e continuarmos com nosso projeto de educação continuada pelos hospitais do estado”, finalizou Rogéria Medeiros.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Nova Caderneta da Criança atualiza teste para detecção de autismo
Publicação é do Ministério da Saúde
13/06/2024 às 17:38
Brasil tem 45% de cobertura em saúde bucal; meta é chegar a 70%
Do total de crianças de 5 anos examinadas, 53% não tinham cárie
13/06/2024 às 12:34
Quase um terço dos casos de malária ocorre em crianças de até 12 anos
Dados integram pesquisa Saúde Brasil, do Ministério da Saúde
12/06/2024 às 13:31
Peeling: veja os diferentes tipos e os cuidados que cada procedimento exige
Tratamento é classificado de acordo com a profundidade de sua ação e o tipo de substâncias utilizadas
11/06/2024 às 17:28
Insônia pode ser sintoma de depressão, diz estudo
Instituto do Sono avaliou pessoas com idade entre 20 e 80 anos
11/06/2024 às 16:27
Pesquisa da UFRN procura voluntárias com fibromialgia para tratamento especializado
Estão sendo ofertadas 36 vagas e serão observadas possíveis melhoras nos sintomas das voluntárias
11/06/2024 às 14:09
Estudo sueco aponta que pessoa tatuadas têm 21% mais chance de desenvolver linfoma
Segundo a pesquisa, a cor do pigmento e o tamanho da área tatuada não interferiam nesse índice
10/06/2024 às 21:18
I Jornada de Nutrição Roval acontece neste sábado em Natal
Evento é gratuito e exclusivo para médicos e nutricionistas
10/06/2024 às 17:38
Dia Nacional da Imunização: doses beneficiam até quem não se vacina
Defesa de indivíduo imunizado ajuda a proteger outras pessoas
09/06/2024 às 10:04
Dengue já matou 3.597 pessoas no Brasil em 2024
ATé a última sexta-feira 7, 3.597 pessoas haviam perdido a vida para a dengue
08/06/2024 às 16:48
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.