BUSCAR
BUSCAR
Opinião
“Temos que celebrar mais um potiguar na Academia de Letras”, diz Ailton Medeiros
Coordenador da Fundação José Augusto, Ailton Medeiros celebrou o mérito de João Almino, potiguar que ocupará a vaga de Ivo Pitanguy na ABL
Por Boni Neto
14/03/2017 | 11:26

O diplomata e escritor mossoroense João Almino se tornou o novo imortal da Academia Brasileira de Letras na última semana, ocupando a Cadeira 22, que pertenceu, por último, a Ivo Pitanguy. Coordenador da Fundação José Augusto, Ailton Medeiros celebrou o mérito de Almino, muito embora, o escritor não tenha desenvolvido sua obra em solo norte-rio-grandense.

“Vejo como muito positiva a ocupação dele na Academia. A produção de Almino não é do Rio Grande do Norte – ele nasceu aqui, mas a carreira dele como escritor é lá fora; o fato dele ser daqui, a gente comemora, só que ele não é erradicado aqui, como, por exemplo, no caso do Ariano Suassuna, que era da Academia, mas morava e produzia sua obra de Recife para o mundo”, disse.

Ailton comparou Almino a um dos grandes poetas e escritores da história brasileira, Mário Quintana, lembrando que este, apesar de seu reconhecimento, nunca chegou a, de fato, ocupar um lugar na maior instituição literária do Brasil. Além disso, ele se mostrou um entusiasta de mais indicações potiguares na Academia. “Claro que temos que comemorar, porque ele é um potiguar e não é fácil chegar onde ele chegou. O Mário Quintana, um dos maiores poetas do país, por exemplo, não chegou a ocupar um espaço na Academia. Temos que celebrar a chegada do potiguar à Academia, e fica a torcida para que alguns escritores daqui sigam seu exemplo, como o caicoense Nei Leandro de Castro, que tem condições e produção para integrar a Academia Brasileira de Letras como escritor, romancista e poeta”.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.