BUSCAR
BUSCAR
Maceió
“Temos bons indicativos que o solo vem se acomodando”, diz presidente da Braskem
Roberto Bischoff afirmou que disparou medidas junto a Defesa Civil direcionadas à população e as minas
Redação
04/12/2023 | 19:51

O presidente e diretor da Braskem, Roberto Bischoff, comentou sobre a tragédia iminente no bairro do Mutange, em Maceió, durante o Encontro Anual da Indústria Química, evento da Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim).

De acordo com a autoridade, em conjunto com as frentes municipais, estaduais e nacionais, três grandes frentes foram criadas. A primeira para a realocação de pessoas das áreas de risco ao longos dos 4 anos de aviso que a área estava em perigo. A segunda é o fechamento de 9 das 35 minas existentes nos bairros de Bebedouro, Mutange, Pinheiro, Bom Parto e parte do Farol. E a terceira com frente de obras sociais, “tentando compensar de alguma forma a mobilidade urbana que foi afetada nestes 5 bairros que foram desocupados”, afirma Bischoff.

A partir da possibilidade de ruptura do solo, a Braskemintensificou o monitoramento junto a Defesa Civil. “O resultado será a acomodação de terreno de forma gradual ou abrupta, a gente não pode afirmar ainda. O que nós temos são bons indicativos de que o solo vem se acomodando dia a dia de uma forma melhor”, complementou o presidente.

“Nós estamos absolutamente comprometidos com um trabalho de mais de 4 anos e fazer esse processo sem colocar em risco as pessoas”, reitera Roberto Bischoff.

Com informações do Correio Braziliense 

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.