BUSCAR
BUSCAR
Pedido
Suspeito de desvio de dinheiro, padre Robson tem prisão solicitada pela Polícia Federal ao STJ
Advogado de religioso informou que os fatos usados para fazer o pedido são antigos
Diário do Nordeste
19/11/2021 | 16:05

A Polícia Federal demandou o Superior Tribunal da Justiça (STJ) com um pedido de prisão contra o padre Robson de Oliveira. O sacerdote era investigado por suspeita de desvio de dinheiro da Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe), na cidade de Trindade (GO), mas a apuração foi suspensa por decisão judicial.

Ao G1, a defesa do religioso declarou que as causas para fazer o pedido são antigas e que não existe justificativa para a prisão. Além disso, foi feita uma representação contra a solicitação da Polícia Federal.

As investigações deflagradas contra o padre Robson de Oliveira foram iniciadas quando ele ainda era reitor do Santuário Basílica do Divino Pai Eterno. Ele teria criado associações para desviar mais de R$ 100 milhões em doações de fiéis para comprar fazendas, casa na praia e até um avião, segundo o Ministério Público.

Investigação bloqueada

Durante as apurações, em maio de 2021, as iniciativas foram bloqueadas pelo próprio STJ.

Na época, o desembargador Olindo Menezes considerou que as provas usadas pelo Ministério Público durante a operação foram compartilhadas de maneira ilegal de outra apuração.

O MP informou, na noite de quinta-feira (18), que recorreu da decisão e que espera o julgamento do recurso pelo STJ.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.