BUSCAR
BUSCAR
Política
Styvenson denuncia falta de transparência da prefeitura de Natal na destinação de emendas
Por outro lado, prefeitura alega trâmites burocráticos para repassar verba
Redação
25/11/2023 | 06:00

O senador Styvenson Valetim (Podemos) relatou nesta quarta-feira 20 a dificuldade que tem tido com a prefeitura de Natal em relação à destinação de emendas. Em vídeo publicado nas redes sociais, o senador questiona o prefeito Álvaro Dias (Republicanos) em relação aos atrasos no envio de emendas para o primeiro hospital infantil de combate ao câncer do estado, que está sendo construído no bairro do Alecrim, na capital.

“Todo recurso que eu destino para a liga necessariamente passa pela prefeitura de Natal. A primeira vez que eu enviei esse recurso para a prefeitura passar para a liga demorou três meses”, relatou.

Em seguida, questionou a prefeitura em relação sobre onde os recursos recebidos pelo ministério ficam até serem repassados para as instituições. “Eu sempre tive uma dúvida, talvez por ser inexperiente na política, esse dinheiro quando é pago pelo ministério, fica parado onde? Fica rendendo? Fica em que aplicação? Esses R$ 23 milhões que estão parados por três meses. E quando a prefeitura faz o repasse desses meses, repassa também se há ou não rendimento? Porque são milhões que estão na conta parados”.

Ainda no vídeo, o senador ainda afirmou que um dos maiores impasses para enviar recursos é a falta prestação de contas por parte da prefeitura de Natal. “Eu já ajudei filantrópicas, asilos. Eu destinei R$ 2,5 milhões para o Varela Santiago, que vive de ajuda. Semana passada esse dinheiro foi pago depois de três meses para a compra de uma usina fotovoltaica. Então dizer que não invisto dinheiro em Natal é mentira. Pode ser que eu não invista na sua prefeitura por falta de transparência, prestação de contas. Talvez se o senhor [Álvaro Dias] tivesse o contato de prestar contas, eu teria ajudado muito mais”. 

De acordo com Styvenson, a obra do hospital oncológico infantil do Alecrim vai custar cerca de R$ 37 milhões. “Caiu na conta da prefeitura R$ 8,5 milhões, ainda vai cair R$ 6 milhões porque são quase R$ 15 milhões que vão ser investidos nesse hospital e eu ainda vou ter que mandar mais R$ 12 milhões”, disse.

Em nota, A Secretaria de Saúde de Natal afirmou que as emendas de R$ 23 milhões citados por Styvenson foram destinadas em sua totalidade a instituições  privadas e filantrópicas, uma no valor de R$ 14.549.704,00 e outra de R$ 8.463.205,00. 

Além disso, a SMS afirmou que o repasse desses recursos segue em trâmite burocrático e legal. Ainda segundo a nota da secretaria, foi dito que “diferente do que foi noticiado, os valores não foram enviados pelo parlamentar para uso à critério da SMS ou para “melhorias na saúde, construção de hospitais e aquisição de equipamentos”. 

Questionados, a SMS afirmou que os R$ 26 milhões serão repassados para a Liga e que, a partir da próxima semana, os primeiros repasses no valor de R$ 14 milhões começam a ser debitados para eles. Além disso, a secretaria também informou que a outra parcela já está em processo de pagamento.

Em entrevista, o superintendente da Liga Contra o Câncer, Roberto Sales, afirmou sobre o compromisso do senador com a instituição e disse que um dos motivos para o compromisso do político era a transparência.  “Esse trabalho que Styvenson tem é louvável. Ele investiu no novo hospital de pediatria, no de no de Currais Novos e está querendo investir mais. Ele me disse que prefere investir em uma entidade séria […] E o que o senador diz ter ficado empolgado com a Liga foi a transparência. Tudo que fazemos, prestamos conta”, afirmou.

 

Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.