BUSCAR
BUSCAR
Encontro
Startups e Empresas investidoras se reúnem, na Casa da Indústria, para conhecerem soluções inovadoras
Participaram representantes de startups e empresas investidoras inscritas no edital, além de diretores e gestores do Sistema FIERN
Redação
29/10/2021 | 07:57

Startups provedoras de soluções e Empresas Investidoras se reuniram no primeiro encontro presencial entre os integrantes do Programa Soluções 4.0 – Negócios Inovadores, promovido pelo IEL-RN. O encontro contou com a participação de representantes de 23 startups e 13 empresas investidoras inscritas no edital, além de diretores e gestores do Sistema FIERN.

O programa Soluções 4.0 – Negócios Inovadores é o primeiro edital lançado pelo Sistema FIERN, por meio do IEL-RN, e visa unir ideias apresentadas pelas startups com as necessidades e estratégias da indústria, gerando projetos que viabilizem soluções rentáveis para ambas as partes, com aplicação no mercado.

Na abertura do evento, nesta quarta-feira 27, na Casa da Indústria, o presidente do Sistema FIERN, Amaro Sales de Araújo, defendeu a importância de aproximar as empresas do ambiente de inovação e tecnologia. E ressaltou que o edital atende um pedido direto de sua gestão à frente da Federação.

“Este evento, encerra uma caminhada de anos no sentido de aproximar investidores da indústria de quem produz soluções que podem ser usadas para melhorar os processos e criar novos produtos. Neste momento de dificuldades, é importante buscar novas vias para manter os negócios”, disse o presidente Amaro Sales, que já antecipou que haverá uma segunda edição do edital em 2022.

Para o diretor de Inovação da FIERN, Djalma Barbosa Cunha Jr., o evento é um marco para o edital. “Hoje, vamos conectar as soluções que são criadas pelas startups aos empresários que querem entrar como investidores. O edital teve várias fases e essa agora é a que abre até o dia 3 de novembro para que ocorra essa integração e consequentemente a efetivação de negócios. Serão apresentadas soluções em diversas áreas aos empresários e a proposta é que possamos efetivar trabalhos de mentoria e de investimentos”, disse.

Aberto em julho, o edital envolveu, basicamente, três fases: na primeira, se inscreveram startups interessadas em apresentar ideias inovadoras para empresas investidoras; na segunda, ingressaram as empresas que desejavam conhecer novos projetos, investir em inovação com foco em negócios sustentáveis, escaláveis e de base tecnológica. Depois, as empresas receberam do IEL as análises das inscrições das startups, apresentando seu portfólio de soluções, e indicaram seu interesse em aportar investimentos financeiros. E, desta quarta, 27 de outubro, ao dia 3 de novembro, é a hora de consolidar as parcerias.

Foram apresentados pitchs das soluções propostas por todas as startups inscritas na primeira fase do edital. São projetos nas áreas de energia, petróleo e gás, construção civil, saúde, setor supermercadista, condominial, entre outros. Após as apresentações, os participantes tiveram oportunidade de conhecer melhor os projetos no momento de conexões empresariais.

Entre os resultados previstos para o primeiro edital de Inovação do Sistema FIERN estão contribuir para o fortalecimento de um ecossistema de inovação competitivo e rentável; criar um fundo de investimentos com estratégia e foco para o negócio; estimular e dar oportunidade às startups que construam soluções inovadoras e com diferenciais para incrementar e ou ampliar mercados.

Participaram também do evento, os diretores da FIERN Roberto Serquiz, Airton Torres e Gabriel Calzavara, o superintendente regional do SESI-RN Juliano Martins, o diretor regional Emerson Batista, o superintendente regional do IEL-RN Juan Saavedra e o diretor executivo do CTGAS-ER e do ISI-ER, Rodrigo Mello.

Edital promove aproximação

Do ponto de vista empresarial, para Gabriel Calzavara, da Atlântico Tuna, uma das empresas investidoras, é extremamente inteligente aproximar quem precisa de soluções a quem está produzindo estas em prol do desenvolvimento da indústria e setor de prestação de serviços.

“Foram apresentados, aqui, projetos de logística, de compra, de peças, projetos para simplificar processos. Para a nossa área que é de frota atuneira, de barcos de pesca e transporte marítimos, é fundamental ver essas soluções concentradas e otimizadas, de forma mais ágil e segura. O edital é de uma dinâmica muito moderna e abre espaços para novos investidores e para as startups”, avalia o empresário, que também é diretor da FIERN e presidente do SINDIPESCA-RN.

Carlos Medeiros, vice-presidente da Unimed Natal, também chama atenção para a relevância do programa Soluções 4.0, no sentido em dar conhecimento a projetos desenvolvidos por pequenas empresas de tecnologia, que podem auxiliar na melhoria de processos de empresas de todos os portes de diversos segmentos.

“Importante unir quem produz soluções a quem tem problemas que precisam ser revolvidos e que podem participar, como investidor, dessas soluções”, disse.

Para as startups, o encontro foi também bastante vantajoso. Jean Paul Dubut, diretor executivo na Nortronic Sistemas Eletrônicos do Nordeste, filiada ao Parque Tecnológico do IMD, avalia que o Soluções 4.0 tem o potencial de dar condições de viabilizar os projetos inovadores. A startup apresentou uma estação inteligente para recarga de baterias de carros elétricos que podem ser instaladas em condomínios, shoppings, estacionamentos e postos de combustíveis.

“Nossa ideia é poder construir e comercializar esses equipamentos a partir destas parcerias com as empresas investidoras e colocar no mercado. É uma tecnologia nova que está surgindo e em breve será uma realidade em todo mundo”, afirmou.

Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.