BUSCAR
BUSCAR
Lembra?
Sete inesquecíveis cervejas que não são mais comercializadas no Brasil
O brasileiro parece não se importar com a adição de cereais não maltados à sua cerveja, e com isso, as pilsen tradicionais acabaram dominando o mercado
Por Redação
02/07/2017 | 20:15

A lourinha gelada é uma preferência nacional. Graças ao nosso clima tropical, as cervejas leves são as que mais caíram no gosto do brasileiro. Porém, algumas cervejarias tradicionais arriscaram colocar produtos diferenciados no mercado. Alguns deles duraram quase um século, mas com a popularização da bebida tipo pilsen, as cervejas com sabor mais rebuscado acabaram virando exclusividade de pequenos fabricantes.

O brasileiro parece não se importar com a adição de cereais não maltados à sua cerveja, e com isso, as pilsen tradicionais acabaram dominando o mercado. Veja aqui uma lista de cervejas que não são mais vendidas, mas que deixaram saudades naquela minoria que prefere uma bebida saborosa àquelas simplesmente refrescantes. E tem também aquela que foi feita segundo o gosto popular, mas não caiu nas graças do consumidor.

  • Kaiser Bock

Lançada em 93, foi a primeira bock do mercado brasileiro, cerveja de forte teor alcoólico e associada ao clima frio, por isso sua produção é sazonal. Foi considerada a melhor bock do mercado nacional, mas sua fabricação é inconstante nos últimos anos, desde 2012 quando deixou de ser fabricada anualmente e com regularidade.

  • Antarctica Bock

Lançada em 1994, pegando carona no sucesso da Kaiser Bock, não foi tão bem recebida, e durou apenas alguns anos no mercado.

  • Calsberg

Dinamarquesa de nascimento, a Carlsberg chegou a ser fabricada no Brasil pela Skol nos anos 90 por um breve período. Atualmente só se encontra a versão importada.

  • Antarctica München

Mais encorpada e saborosa do que a clara pilsen, a cerveja escura da Antarctica começou a ser fabricada em São Paulo no início do século XX. Já faz alguns anos que não se vê mais por aí.

  • Brahma München

Cerveja de grande sucesso nas décadas de 40 a 70, mas que foi perdendo espaço para as tradicionais pilsen. Deixou de ser fabricada no início dos anos 2000.

  • Pérola

Fabricada em Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, a cerveja Pérola foi famosa no Brasil todo, principalmente no seu auge, entre os anos 50 e 70. Nos anos 90, a fábrica fechou.

  • Malt 90

Cerveja de grande repercussão na mídia nos anos 80 (foi a cerveja oficial do primeiro Rock´n´Rio), dizia ser a bebida do futuro, mas não caiu no gosto popular. Ficou marcada como uma cerveja sem graça e sabor ruim, e em menos de dez anos, deixou de ser comercializada.

 

 

Fonte: Veja

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.