BUSCAR
BUSCAR
Senado veta pela primeira vez indicado do governo para embaixador

20/05/2015 | 05:32

Em um recado à presidente Dilma Rousseff, o Senado rejeitou nesta terça (19) a indicação do embaixador Guilherme Patriota para o cargo de representante do Brasil na OEA (Organização dos Estados Americanos).

Irmão do ex-ministro Antônio Patriota (das Relações Exteriores em parte do primeiro mandato de Dilma), Guilherme foi barrado por 38 votos a 37. É a primeira vez que o Senado rejeita a indicação de um embaixador de carreira.

A votação ocorreu poucos minutos antes do escrutínio que aprovou a advogado Luiz Fachin para o Supremo.

Patriota já serviu em missões na própria OEA, na Associação Latino-Americana de Integração e em embaixadas. Com a rejeição, Dilma terá que fazer uma nova indicação. O indicado será submetido a sabatina na Comissão de Relações Exteriores, como ocorreu com Patriota, e terá que ser aprovado pela comissão e pelo plenário da Casa. Até lá, a vaga do Brasil na OEA permanece em aberto.

Nos bastidores, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), trabalhava contra a indicação de Patriota, assim como fez, sem sucesso, no caso de Fachin.

Senadores aproveitaram o sigilo do voto para mandarem o recado de insatisfação com o Palácio do Planalto. Avisar que podem colocar em risco projetos caros ao governo.

Da Folha

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.