BUSCAR
BUSCAR
Reconstrução

Senado aprova suspensão da dívida do RS por três anos

Segundo o governo, proposta deve abrir espaço de R$ 23 bilhões nas contas do estado para priorizar gastos e investimentos na reconstrução dos municípios atingidos pelas enchentes
Redação
15/05/2024 | 19:28

O Senado aprovou, nesta quarta-feira 15, o projeto que suspende o pagamento da dívida do Rio Grande do Sul com a União por três anos.

O texto-base foi aprovado com 61 votos a favor e nenhum contra. A Câmara já havia aprovado a medida na noite de terça-feira 14. O texto agora vai à sanção presidencial.

Avenida Ipiranga, no bairro Praia de Belas, em Porto Alegre (RS) / Foto: CNN
Avenida Ipiranga, no bairro Praia de Belas, em Porto Alegre (RS) / Foto: CNN

Segundo a proposta do governo federal, durante esse período, os juros que incidem sobre o estoque da dívida serão reduzidos a 0%.

A dívida total do estado é estimada em cerca de R$ 98 bilhões.

De acordo com a equipe econômica, o projeto deve abrir um espaço de R$ 23 bilhões nas contas do Rio Grande do Sul para priorizar gastos e investimentos na reconstrução do estado, sendo:

  • R$ 11 bilhões referentes à soma das 36 parcelas;
  • e R$ 12 bilhões referentes aos juros da dívida nesse período.

A medida foi anunciada pelo Palácio do Planalto na segunda-feira (13), em razão das fortes chuvas e enchentes na região. Centenas de municípios foram destruídos e mais de 140 pessoas morreram.

Na Câmara, os deputados chegaram a analisar duas alterações ao texto, para anistiar as dívidas do Rio Grande do Sul por três anos e de forma definitiva, respectivamente. As duas emendas, porém, foram rejeitadas.

No Senado, a oposição tentou fazer o mesmo movimento, mas acabou vencida.

Com informações da CNN Brasil

NOTÍCIAS RELACIONADAS
É preciso ser herói, visionário ou sem juízo para investir no Brasil, diz Schwartsman
Ex-diretor do BC destaca que grau de incerteza no país é muito elevado
23/06/2024 às 07:45
Processo da dívida de R$ 500 milhões da Urbana terá acordo que garante regularização
Na próxima quarta-feira 26, às 10h30, na Justiça Federal do Rio Grande do Norte, será assinado o termo de regularização dos débitos fiscais da Urbana
21/06/2024 às 17:54
Começa consulta a segundo lote de restituição do Imposto de Renda 2024
Cerca de 5,75 milhões de contribuintes receberão R$ 8,5 bilhões
21/06/2024 às 09:42
Apostas movimentam 1% do PIB e comprometem até 20% do orçamento livre dos mais pobres, diz estudo
XP mostra que setor movimenta R$ 100 bilhões no Brasil e, proporcionalmente, é maior que nos EUA, onde apostas somam 0,4% do PIB
20/06/2024 às 19:30
Dólar vai a R$ 5,46 e renova máxima desde julho de 2022 após críticas de Lula ao BC
Banco Central encerrou um ciclo de sete cortes consecutivos na taxa Selic
20/06/2024 às 18:36
Lula lamenta manutenção da taxa básica de juros: “Quem perde é o Brasil”
Lula ainda criticou a autonomia do BC, que por lei assegura mandatos a seus diretores
20/06/2024 às 16:28
País tinha 9,4 milhões de empresas em 2022, mostra pesquisa do IBGE
Salário médio mensal foi R$ 3.542,19
20/06/2024 às 10:21
Mercado de inovação e startups para 60+cresceu no RN de 2020 a 2023, aponta mapeamento feito pelo Sebrae-RN
Empreendedorismo é uma das oportunidades para 60+ aliando experiência e tecnologia
20/06/2024 às 08:23
BC contraria Lula, interrompe sequência de cortes e mantém taxa de juros a 10,5%
Em entrevista, Lula disse que Roberto Campos Neto não demonstra capacidade de autonomia, tem lado político e trabalha para prejudicar o País
20/06/2024 às 07:50
Copom interrompe cortes e mantém juros básicos em 10,5% ao ano
Fim das reduções da Taxa Selic era esperado pelo mercado financeiro
19/06/2024 às 18:49
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.