BUSCAR
BUSCAR
Pandemia
Sem vacina e com vírus em alta, cidades têm até toque de recolher no interior de SP
O Estado registrou até esta terça-feira, 19, 50.318 mortes e 1,6 milhão de casos de covid-19. Os números crescem principalmente no interior, onde a ocupação de leitos de UTI está próxima de 70%
Estadão
20/01/2021 | 11:04

Com a expectativa de receber menos vacinas que o esperado, prefeituras estão retomando medidas mais drásticas de isolamento, como o toque de recolher, no interior de São Paulo. O Estado registrou até esta terça-feira, 19, 50.318 mortes e 1,6 milhão de casos de covid-19. Os números crescem principalmente no interior, onde a ocupação de leitos de UTI está próxima de 70%. As vacinas estão sendo distribuídas pelo governo estadual, que reduziu as quotas municipais, após destinar um grande aporte do insumo para o sistema nacional de imunização.

Em Taubaté, a prefeitura proibiu o deslocamento noturno a partir desta terça-feira, 19. Os moradores estão impedidos de circular pelas ruas entre as 23 horas e 5 da manhã sem motivo justificado. A cidade está na fase laranja do Plano São Paulo, mas um decreto municipal proibiu também a venda de bebidas alcoólicas entre as 22 horas e 6 da manhã, bem como o consumo em praças, ruas e espaços públicos a qualquer hora do dia. O descumprimento pode gerar multa de R$ 5 mil por infração.

A cidade, com 12,4 mil casos confirmados de coronavírus e 226 óbitos, atingiu 100% de ocupação de leitos para covid-19, mesmo tendo aberto mais 15 vagas para internação. A prefeitura esperava a chegada de 15 mil doses de vacina, mas a quantidade foi reduzida para 4,5 mil e os insumos ainda não foram entregues. O plano é imunizar primeiro 9 mil profissionais de saúde, com atendimento exclusivo em 30 salas de vacinação.

Em São José dos Campos, comerciantes fizeram um protesto nesta terça-feira, 19, contra decisão da prefeitura de manter a cidade na fase vermelha, mais restrita que a laranja, determinada pelo Plano São Paulo. O município justificou a medida mais severa alegando aumento no número de casos e a lotação hospitalar. Os manifestantes se reuniram em frente à Associação Comercial e Industrial (ACI) e caminharam pela região central. Durante a passeata, eles bloquearam ruas. A prefeitura informou que se reunirá com representantes do comércio para expor a “gravidade” da situação.

São José dos Campos recebeu 11 mil doses de vacinas, quase a metade do que era esperado para iniciar a vacinação dos profissionais de saúde e moradores de asilos nesta quarta-feira, 20. Com o recuo para a fase mais restritiva, shopping centers, bares, restaurantes e academias estão fechados. Apenas os serviços essenciais funcionam. A cidade registrou sete óbitos nesta terça, somando 642 mortes, além de 33,4 mil casos positivos. A taxa de ocupação de leitos de UTI chegou a 79,4%. A prefeitura de Cruzeiro, na mesma região, também decidiu seguir as regras da fase vermelha do Plano São Paulo, fechando o comércio não essencial.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.