BUSCAR
BUSCAR
Gestão
Secretaria de Educação planeja ampliação de vagas em escolas e UEIs
Levantamento, inédito, integra uma série de ações conduzidas pelo Poder Executivo para garantir aos mossoroenses o acesso digno à educação
Redação
18/09/2021 | 08:30

A Prefeitura de Mossoró, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME), planeja a ampliação e o redimensionamento de vagas ofertadas na rede de ensino. Nesse sentido, a SME concluiu um estudo georreferenciado que apontou a real necessidade de vagas para escolas e Unidades de Educação Infantil (UEI) distribuídas nas zonas urbana e rural. O levantamento, inédito, integra uma série de ações conduzidas pelo Poder Executivo para garantir aos mossoroenses o acesso digno à educação.

“Logo que chegamos à Secretaria Municipal de Educação nós percebemos que não havia um planejamento de ampliação de vagas, construção de unidades com base nas necessidades reais da rede, ou seja, você saber onde e quais vagas são necessárias, em que regiões da cidade. Temos, por exemplo, regiões cobertas com ofertas de vagas do Ensino Fundamental – Anos Finais, tanto pelo Município quanto pelo Estado, mas naquela região faltam vagas para a Educação Infantil”, explica a titular da SME, professora Hubeônia Alencar.

A secretária municipal de Educação destaca que, sem os dados, não havia como iniciar um planejamento para resolver as demandas de falta de vagas apresentadas pelos pais de alunos. “Conhecer essa realidade é essencial para um planejamento bem elaborado. Foi isso que nós fizemos, a partir do que chamamos de um estudo georreferenciado, para que pudéssemos identificar, de fato, onde nós necessitamos de vagas”, acrescenta.

Com o levantamento concluído foi possível identificar, por exemplo, a necessidade de se construir uma UEI na região do Nova Mossoró, ampliar a quantidade de vagas para turmas da Educação Infantil e dos Anos Finais do Ensino Fundamental na região do Sumaré, Abolições e Santa Delmira, entre outros locais. “Na região da Barrinha, zona rural, é urgente ampliar o número de vagas para o quinto ano do Ensino Fundamental. Esses são apenas alguns exemplos do resultado desse estudo”, relata Hubeônia Alencar.

Finalizado o georreferenciamento, a rede municipal de ensino montou um cronograma de ações, que será executado de forma gradativa. “Elaboramos o Plano de Ação Articulada (PAR), cujo preenchimento das informações é feito diretamente no Sistema de Monitoramento, Execução e Controle do Ministério da Educação (SIMEC), e estamos nos organizando para que as próximas construções e/ou ampliações de equipamentos educacionais da rede municipal de ensino contemplem as necessidades reais de vagas por região”, afirma a secretária de Educação de Mossoró.

O coordenador de Registro e Inspeção Escolar da SME, professor Hélio Oliveira, detalha como o estudo foi operacionalizado. “Através de um questionário eletrônico, solicitamos aos diretores das escolas e UEIs informações sobre as demandas reprimidas e de que natureza eram essas demandas, se houve recusa de novos alunos por falta de vagas, para que tivéssemos ciência, por exemplo, de onde será necessário ampliar turmas, construir novas salas, novas escolas”, disse.

O estudo georreferenciado contou com a parceria da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Meio Ambiente, Urbanismo e Serviços Urbanos, como frisa a secretária de Educação, Hubeônia Alencar. “A Infraestrutura identificou, entre outros pontos, os terrenos para construção de novos equipamentos. É um trabalho feito em equipe, planejado, capitaneado e executado pela SME, com um olhar baseado no presente, mas também focado no futuro. Nós podemos dizer que vamos construir em Mossoró o que de fato a rede municipal de ensino precisa”, conclui a secretária.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.