BUSCAR
BUSCAR
Vontade alheia
‘Se acharem que tenho que ser vacinado, eu vacino’, diz Bolsonaro
Presidente reconheceu problemas na comunicação do governo federal com estados e prefeituras sobre a vacinação
CNN Brasil
03/04/2021 | 16:18

Apesar de acreditar que já está imunizado por ter sido contaminado com o vírus alguns meses atrás, o presidente Jair Bolsonaro disse que não tem problema em se vacinar contra um Covid-19 se “acharem que ele precisa”. “Da minha parte, não tem problema buscar um posto de saúde, já que entrou a minha faixa etária, e se vacinar”, afirmou ao chegar no Palácio da Alvorada, em Brasília, neste sábado 3, após passeio de moto com o ministro da Defesa, Braga Netto.

Bolsonaro também comemorou os dois dias consecutivos em que o país aplicou 1 milhão de vacinas por dia. “Esperamos brevemente termos atingido um número grande de vacinados, de modo que essa pandemia deixe de nos assustar”.

Ao comentar sobre a diferença entre o número de doses distribuídas às secretárias de saúde estaduais e municipais, o presidente mudou de tom e disse acreditar que “não é negligência de nenhum ente no final da linha”. Ele também admitiu que falta “melhor comunicação de estados e municípios com o Ministério da Saúde”.

Ainda na avaliação de Bolsonaro, após o repasse de recursos públicos para investimento de estados e municípios na saúde, no ano passado, “os hospitais estão bem equipados e aparelhados, bem mobiliados com leitos de UTI e respiradores”.

Forças Armadas

“Decidimos que, a partir do momento que a Saúde assim o desejar e precisar, as Forças Armadas – Exército, Marinha e Aeronáutica- estarão prontas para em suas unidades ajudar na vacinação da nossa população”, ressaltou.

Durante a volta pela cidade, o presidente foi à comunidade Itapoã I, onde conversou com a parte da população sobre os impactos da pandemia e o efeito econômico das medidas restritivas.

“O que a população mais humilde sente é a volta do trabalho. Sabemos da questão do vírus, mas eu não concordo, particularmente, com a política do fecha tudo e fica em casa”, comentou ao repetir que o efeito colateral da pandemia não pode ser “mais danoso do que o próprio vírus”.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.