BUSCAR
BUSCAR
Opinião
Saúde e economia são temas harmônicos, diz Marcelo Queiroz
Presidente da Fecomércio RN defende reabertura gradual das atividades econômicas
Redação
04/06/2020 | 04:55

O presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio Grande do Norte, Marcelo Queiroz, condenou a polarização e a politização entre saúde e economia, mas insistiu para os perigos para a economia que poderão representar medidas mais duras de isolamento social, como o lockdown.

Segundo o dirigente, um extenso protocolo de medidas para a volta às atividades de estabelecimentos comerciais já está em poder do Governo do Estado e das autoridades municipais há mais de 20 dias e o que as empresas esperam agora é um processo que atenda às necessidades tanto do sistema de saúde como do lado econômico.

Ele lembrou que das 8,3 mil demissões registradas entre março e abril no RN, segundo o Cadastro de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho (Caged), quase 6 mil pertenciam aos setores de comércio e serviços, os que mais empregam mão de obra.

“Precisamos ainda acompanhar a evolução no fechamento desses postos de trabalho em maio e junho, mas tudo indica uma situação consideravelmente pior, o que nos obrigará a agir com muita acuidade em relação a todas as prioridades neste momento”, observou, em entrevista à Rádio Agora FM (97,9).

Marcelo Queiroz acrescentou que a Fecomércio, por meio do Senac, tem trabalhado no aprimoramento das empresas para um novo atendimento diferenciado em tempos de pandemia. Ele acredita que os negócios ingressarão no ritmo de um “novo normal” a partir de agora.

“O que não é possível é perdermos tempo valioso polarizando e politizando a pandemia, já que essa situação não se coaduna com o momento grave que vivemos em que uma coisa não invalida a outra, nesse caso, saúde e economia”, finalizou.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.