BUSCAR
BUSCAR
Salário mínimo
Salário mínimo ideal deveria ter sido de R$ 6.390 em agosto, diz Dieese
Isso equivale a 4,84 vezes o salário mínimo atual, de R$ 1.320
Redação
06/09/2023 | 14:48

O salário mínimo para suprir as necessidades de uma família de quatro pessoas em agosto deveria ter sido de R$ 6.389,72, segundo levantamento do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) divulgado nesta quarta-feira 6.

Isso equivale a 4,84 vezes o salário mínimo atual, de R$ 1.320. Houve queda em relação a agosto do ano passado, quando o salário mínimo deveria ter sido de R$ 6.298,915,20 vezes o valor vigente na época, de R$ 1.212.

Para fazer o cálculo, o Dieese considera o preço de alimentos básicos em 17 capitais brasileiras e a Constituição, que diz que o salário mínimo deve ser suficiente para suprir as despesas de um trabalhador e da família dele com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência.

O preço da cesta básica caiu em 16 das 17 capitais pesquisadas. Natal registrou a maior queda, de 5,29%. Só em Brasília os alimentos ficaram mais caros (0,35%).

Para comprar uma cesta básica, o trabalhador que ganha um salário mínimo deve trabalhar, em média, 109 horas e 1 minuto. Esse tempo caiu em relação ao mesmo mês em 2022, quando a jornada média era de 119 horas e 8 minutos.

Preço do leite integral baixou em todas as capitais, segundo o levantamento. A queda varia de 5,61% em Porto Alegre a 0,28% no Rio de Janeiro. O Dieese atribuiu a variação à maior oferta de leite no campo, maior importação e menor demanda.

Batata e feijão carioca também ficaram mais baratos em todas as cidades pesquisadas. A pesquisa apontou que a colheita dos últimos meses teve bom resultado, o que teve impacto sobre o preço. Já o arroz ficou mais caro em 12 das 17 capitais. Segundo o Dieese, o grão foi exportado em maior volume no mês.

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS)

Enem 2024: período para pedir isenção da taxa começa nesta segunda
O prazo de pedidos de isenção do Enem 2024 se estende até 26 de abril e também vale para as justificativas de ausência na edição de 2023
14/04/2024 às 17:10
Novo Código Civil deve reconhecer que animais são seres com sentimentos e direitos
Proposta vai ser debatida no Senado em sessão temática na próxima quarta-feira 17
14/04/2024 às 16:49
Programa Celular Seguro chega a 40 mil bloqueios após alertas de usuários
Programa Celular Seguro ultrapassou a marca de 40 mil alertas de bloqueios referentes a perda, roubo ou furto de aparelhos
14/04/2024 às 16:33
Professores de universidades federais anunciam greve a partir desta segunda; veja lista
UFRN e UFERSA não estão na lista das 18 universidades federais cujos professores anunciaram greve
14/04/2024 às 16:09
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.