BUSCAR
BUSCAR
Imunização
Saiba o que fazer se estiver com sintomas gripais no dia do agendamento da vacina contra a Covid-19
Não há riscos em relação à segurança e eficácia, mas a vacinação neste período pode dificultar o diagnóstico da doença quando necessário
Diário do Nordeste
05/08/2021 | 13:53

A imunização contra a Covid-19 deve ser adiada de 15 a 30 dias (ver casos abaixo) quando há sintomas gripais ou outros quadros respiratórios com sinais semelhantes aos do novo coronavírus. Portanto, pessoas já agendadas para receber uma dose, mas que se enquadram nestas situações no dia da vacinação devem aguardar.

A recomendação é para evitar confusões entre os efeitos adversos da vacina e uma doença gripal em evolução no período. Não há, portanto, riscos em relação à segurança e eficácia dos imunizantes.

O que acontece com a pessoa que se vacinar com Covid-19

A Sociedade Brasileira de Imunizações (Sbim) explica não haver evidências, até o momento, de preocupação com a segurança na vacinação de pessoas que tiveram Covid-19 ou têm anticorpos contra a doença detectáveis.

Segundo a entidade, também é improvável que a imunização de pessoas infectadas assintomáticas ou no período de incubação cause algum prejuízo.

De todo modo, aponta, a vacinação de pessoas com quadro respiratório sugestivo de infecção do novo coronavírus em atividade deve ser adiada, conforme especificado acima.

A vacina só deverá ser aplicada após a recuperação clínica total ou, no caso de assintomáticos, quatro semanas a partir da primeira amostra de RT-PCR positiva.

O que fazer quem perdeu a primeira dose

De acordo com a Secretaria Muncipal de Saúde (SMS), apenas três motivos permitem que os agendados sejam atendidos fora do prazo: quando a pessoa tomou outra vacina no período, estava com Covid-19 ou sintomas gripais na data ou estava viajando a trabalho.

Essa flexibilização ocorre porque em ambas as situações é necessário o cumprimento de quarentena antes da imunização. Veja abaixo como proceder nestes casos.

Pessoas que estavam com Covid-19 ou doentes

Pessoas que foram contaminadas pelo novo coronavírus devem esperar 30 dias após o primeiro dia sintoma para tomar a vacina contra a doença.

Ou aqueles que não puderam comparacer porque apresentaram sintomas da Covid-19 no período, mas depois testaram negativo para a doença. Neste caso, a quarentena é de 15 dias.

Em ambos os casos, após esse período de quarentena, é possível comparecer a qualquer centro de imunização para ser vacinado.

Para isso, é obrigatório levar o comprovante do agendamento e o teste que prove a contaminação ou o quadro gripal.

A SMS frisa que a contagem desta quarentena começa a partir do primeiro dia de sintoma – e não da data do exame.

Quem tomou outra vacina precisa esperar

Pessoas que tomaram outras vacinas, como a da gripe, devem esperar 14 dias antes de tomar o imunizante contra a Covid-19. Cumprida essa quarentena, basta comparecer a um ponto de vacinação, levando o comprovante da vacina tomada e do agendamento.

Pessoas que viajaram a trabalho

Pessoas que tiverem de realizar viagem corporativa na data agendada da aplicação da primeira dose também podem comparecer aos locais sem agendamento. É necessário levar, também, a declaração da empresa para comprovar a viagem a trabalho.

 

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.