BUSCAR
BUSCAR
Reconstrução

RS anuncia plano para reconstruir o estado após as chuvas

Iniciativa contará, inicialmente, com R$ 12 bilhões
Agência Brasil
17/05/2024 | 15:57

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, anunciou nesta sexta-feira 17 a criação do Plano Rio Grande, iniciativa estadual destinada a reparar os danos causados pelas consequências das fortes chuvas que atingiram o estado nas últimas semanas.

Segundo Leite, o projeto é abrangente e destinado “à reestruturação e reconstrução do estado”, e que exigirá a união de amplos setores da sociedade, além do apoio federal e da coordenação de esforços.

Lula e Eduardo Leite
Lula e Eduardo Leite - Foto: Divulgação

“Queremos engajar o setor privado, a sociedade civil, as prefeituras, o governo federal, todos em torno de um grande plano de reconstrução do estado”, declarou Leite ao assegurar que, no âmbito estadual, a iniciativa envolverá a todas as secretarias e órgãos públicos, que atuarão sob a coordenação da nova Secretaria da Reconstrução Gaúcha.

“Não é o caso de termos um compartimento, uma unidade que, sozinha, responderá pela reconstrução do estado. Vamos ter o alinhamento das ações em cada uma das secretarias, mas haverá nesta secretaria, um escritório de projetos. E caberá a ela promover o alinhamento e a transversalidade dos projetos com as secretarias finalísticas”, detalhou o governador.

Para garantir a efetividade das medidas, será criado o Fundo Plano Rio Grande (Funrigs), com um aporte inicial de R$ 12 bilhões provenientes do valor que o estado pagaria de dívidas com a União. O fundo também poderá receber recursos federais e emendas parlamentares.

Leia também: Lula sanciona lei que suspende dívida do Rio Grande do Sul por três anos

Frentes

O Plano Rio Grande prevê ações em três frentes. Uma, de trabalho emergencial, com ações focadas no curto prazo, prioriza a assistência social, como o atendimento às pessoas afetadas pelas chuvas, especialmente as mais de 78 mil que precisaram deixar suas casas e buscar refúgio em abrigos públicos ou de entidades assistenciais.

A segunda frente, de reconstrução, envolve ações de médio prazo, como empreendimentos habitacionais, obras de infraestrutura e iniciativas que promovam a atividade econômica gaúcha. De acordo com Leite, técnicos do governo estimam que, nos próximos meses, o governo estadual deve deixar de recolher aos cofres públicos ao menos R$ 14 bilhões em tributos, em consequência da retração da atividade econômica.

A terceira frente do Plano Rio Grande prevê ações de longo prazo, como um plano de desenvolvimento econômico mais amplo, e será coordenada pelo próprio governador. “Não basta cuidarmos das pessoas no curto prazo e reconstruirmos o que tínhamos da forma como era. Vamos precisar apontar um horizonte e o futuro do estado com a capacidade de animar os próprios gaúchos e o Brasil”, explicou Leite durante a entrevista coletiva no novo Centro Administrativo de Contingência, espaço adaptado para abrigar parte da estrutura e dos servidores do Poder Executivo estadual, deslocados do Centro Administrativo Fernando Ferrari, um dos prédios públicos da capital gaúcha atingidos pelas inundações e alagamentos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Loterias Online da Caixa têm instabilidade em dia da Quina de São João
Nas casas lotéricas, as apostam ocorreram normalmente
22/06/2024 às 17:59
Caruaru comemora festa junina com 72 dias de programação
Festejos só terminam em 29 deste mês
22/06/2024 às 17:54
Surfistas potiguares têm pertences furtados após quarto de hotel ser invadido no Peru
A dupla recebeu apoio da federação local de surfe do Peru (Fenta), que providenciou um advogado e registrou um boletim de ocorrência
22/06/2024 às 17:15
Mega-Sena pode pagar hoje R$ 86 milhões
Apostas devem ser feitas até as 19 horas
22/06/2024 às 16:13
Quina de São João sorteia prêmio de R$ 220 milhões neste sábado 22
Apostas podem ser feitas até as 19h de hoje; não perca esta oportunidade
22/06/2024 às 10:45
Professores de pelo menos 25 universidades decidiram pelo fim da greve
Interrupção da paralisação não significa o retorno imediato às aulas
21/06/2024 às 21:34
Total de sindicalizados em 2023 alcança menor patamar desde 2012
Na comparação com 2022, houve queda de 7,8%
21/06/2024 às 21:24
Concurso da PF: sindicato prevê edital até 2025 com tecnólogo
Além disso, o presidente do sindicato revelou que o curso de tecnólogo ainda é aceito para o concurso da PF para perito criminal
21/06/2024 às 19:20
STF retoma julgamento sobre atendimento de pessoas trans no SUS
Sessão virtual começou hoje e vai até 28 de junho.
21/06/2024 às 18:14
Sites que vendem celular irregular podem ter multa de até R$ 6 milhões
Plataformas terão de informar código de homologação do telefone
21/06/2024 às 17:19
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.