BUSCAR
BUSCAR
Rodoviária de Natal registra queda de 9% no fluxo passageiros para o réveillon

30/12/2020 | 19:34

O Terminal Rodoviário de Natal, no bairro de Cidade da Esperança, na Zona Oeste da capital, espera 16,5 mil embarques e 15 mil desembarques no período entre 31 de dezembro e 1º de janeiro de 2021. O número representa redução de 9% ao se comparar com o mesmo período do ano passado.

De acordo com o gerente administrativo do terminal, Reinaldo Brasil, no período de Natal houve 12.600 embarques e 12.100 desembarques, ou seja, um fluxo 11% menor que o Natal de 2019.

“Essa queda no fluxo de passageiros basicamente é em função da pandemia, muitos passageiros estão receosos de viajar e com isso a gente percebe que preferiram passar o Natal e a virada de ano em suas próprias residências, mesmo assim ressalto que a Rodoviária adotou todos os cuidados respeitando todos os protocolos de segurança”, afirma.

A Socicam, responsável pelo terminal potiguar, também esclarece que a expectativa para este ano é um fluxo total de 20.910 embarques e 19.800 desembarques na capital. Embora esse número represente um crescimento da movimentação em relação a novembro, ainda está abaixo da movimentação realizada no mesmo período do ano passado, cerca de 11% de redução.

Dentre os destinos mais procurados pelos viajantes para aproveitar as festas e os feriados do final do ano estão Mossoró, Macau, Lajes, Pipa e Currais Novos. Já os destinos interestaduais mais procurados são Recife, João Pessoa e Fortaleza.

Diante da véspera de ano novo, mesmo com um fluxo mais tranquilo de passageiros na Rodoviária de Natal, muita gente precisou passar pelo terminal indo ou voltando de algum destino neste fim de ano.

Foi o caso de seu Manuel António 53, que há dois anos viaja a trabalho durante as festividades para trabalhar na descarga de caminhões de soja, durante o período de safra, na cidade de Sorriso, Mato Grosso.

Na pandemia seu Manuel enfrentou dificuldades para sustentar a família, que mora em Poço Branco, agora, embarca na Rodoviária de Natal para São Luiz do Maranhão e de lá segue para Sorriso (MG) para trabalhar.

“Eu fiz o teste do Covid-19 para poder viajar, já me despedi da minha família e vou lá para Mato Grosso secar soja e descarregar caminhão. Agora na safra é uma época boa para ganhar dinheiro e voltar em fevereiro para sustentar minha família, dá um pouco de medo por causa da doença, mas eu estou me cuidando” conta.

Emanuela Inácio, 23, que chegou em Natal na tarde desta quarta-feira (30) e vai passar o Réveillon com parentes, além da bagagem, a jovem trouxe consigo mais cinco pessoas da família, vindo da Paraíba.

“Essa já é a terceira viagem que precisei fazer na pandemia, o ruim de viajar nesse período é estar de máscara em lugares fechados, embora necessário, machuca. Eu espero passar a virada de ano apenas com minha família mesmo, com os cuidados necessários ” diz.

Já dona Maria Aparecida Justino 52, que mora em Natal, precisou pegar um ônibus pra São Miguel do Gostoso para consolar uma amiga que perdeu um familiar esta semana, mas preferia mesmo era ficar em casa.

“Embora eu esteja indo ajudar minha amiga, me sinto muito insegura de viajar, já passei álcool gel várias vezes aqui no Terminal Rodoviário, tomando todos os cuidados para não pegar esse Covid-19, não fosse essa necessidade eu estaria em casa. Na entrada de ano eu não vou nem sair de casa lá em São Miguel” relata.

A administradora do Terminal rodoviária ainda reforça que devido ao rígido protocolo de biossegurança adotado no terminal, medidas protetivas de combate à Covid-19 estão sendo aplicadas, como a intensificação da higienização das superfícies de contato, a disponibilização de álcool em gel 70% e a demarcação da distância de segurança nas filas. Vale lembrar que é obrigatório o uso de máscaras faciais nas dependências do terminal.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.