BUSCAR
BUSCAR
Pandemia
RN teve o maior índice de isolamento social do país no último domingo
No primeiro dia de lockdown após as novas medidas restritivas decretadas pelo Governo do Estado, isolamento foi de 55,40%
Redação
09/03/2021 | 00:11

O Rio Grande do Norte teve o maior índice de isolamento do Brasil neste domingo, 7, primeiro dia de lockdown após as novas medidas restritivas decretadas pelo Governo do Estado, com uma porcentagem de 55,40%. No dia anterior, o RN estava ocupava 17ª posição no Ranking de Isolamento dos estados, com 37,51%.

Os dados são da Inloco, organização que monitora os índices de isolamento de todo o país. De acordo com a mesma pesquisa, esse índice de isolamento foi o terceiro maior desde que começou a pandemia de Covid-19 no RN. O primeiro maior índice foi em 22 de março de 2020, com o percentual de 57,7%, e o segundo em 29 de março com 56,6%.

Atrás do RN, ficaram os estados do Ceará, com 54,75%, e Roraima, com 53,75%. Esses dois estados também estavam no topo do ranking no dia anterior, e se mantiveram estáveis.

De acordo com o Boletim Epidemiológico emitido pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) do RN, no dia 7 de março, havia 172.283 casos de infecção por Covid-19 confirmados, e 3.734 óbitos em decorrência da doença. A taxa de ocupação dos leitos críticos do Sistema Único de Saúde (SUS) no estado potiguar é de 94,65%.

No primeiro final de semana com a regulamentação do novo decreto estadual que institui, entre outras medidas, um novo período de toque de recolher no Rio Grande do Norte, as forças de segurança do Governo do Estado apontam índices baixos de ocorrências de descumprimento. Foram 28 pessoas conduzidas a delegacias por desobediência e 9 estabelecimentos comerciais fechados.

Decreto estadual e fiscalização

Motivada pelas altas taxas de transmissibilidade e o elevado número de leitos de UTI ocupados no território estadual, a governadora Fátima Bezerra (PT) decretou a ampliação das medidas de combate à Covid-19. De acordo com o documento publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), a responsabilidade de fiscalização e monitoramento das atividades é da Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros, instituições que trabalham de forma integrada com apoio de órgãos municipais.

No sábado 6, primeiro dia de validação do novo decreto, foram registradas ocorrências que resultaram na assinatura de Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs) nas cidades de Nísia Floresta, Messias Targino, Patu, Várzea e Baía Formosa. Em Natal, cinco estabelecimentos foram fechados em Ponta Negra por descumprimento do decreto.

No domingo 7, dia em que o toque de recolher está decretado em horário integral através do decreto estadual, dois Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs) foram confeccionados, um em São Paulo do Potengi e outro em São Fernando. Por descumprir o decreto, quatro estabelecimentos foram fechados em Natal, e mais duas pessoas autuadas.

“Este baixo número de pessoas autuadas mostra que a grande maioria da população entendeu as medidas adotadas por Fátima Bezerra, e isso é muito positivo para a segurança e saúde pública de todo o Estado”, destacou o coronel Araújo, titular da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed).

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.